Heráclito diz que polêmica sobre a Reforma da Previdência é fruto de uma batalha ideológica

O deputado federal Heráclito Fortes (PSB) criticou a resistência de parlamentares em garantir voto favorável à aprovação da reforma da Previdência este ano, como pretende Temer. Apesar da pressão governista o cenário ainda não é favorável à aprovação da Proposta de Emenda à Constituição que altera pontos da Previdência Social.

“O que está acontecendo é uma batalha ideológica prejudicial para o país. Se essa reforma não for aprovada no ano que vem os institutos de Previdência vão quebrar.”, disse Heráclito em entrevista a um canal de TV local na tarde desta quarta-feira (06).

Heráclito participará, na tarde de hoje, de uma reunião em que o PMDB irá propor  
 Heráclito participará, na tarde de hoje, de uma reunião em que o PMDB irá propor   

“Dia D”

A cúpula do PMDB deve realizar em Brasília, uma reunião com parlamentares do partido e siglas aliadas para decidir “fechamento de questão” sobre a PEC. Os deputados pmdebistas que não votarem a favor da reforma poderão sofrer punições que incluem até expulsão.

Siglas que compõem a base de sustentação governista, como PSD, PP e DEM ainda se mostram reticentes quanto ao fechamento de questão, mesmo assim Fortes acredita no apoio de algumas legendas para a aprovação da reforma.

“Acho que outros partidos da base irão ‘fechar’; eu ouvi agora mesmo uma informação segura de que o PPS, que não era base do governo, está fechado com a reforma da Previdência porque está preocupado com o futuro do país”.


Fonte: Portal Az 


Dê sua opinião: