5000onon

Governador encaminha ao TJ a exoneração de Alisson Watson

Camila e Allisson 
  Foto: Reprodução

O governador Wellington Dias assinou, nessa quinta-feira (3), a decisão que encaminha o processo de exoneração policial militar Alisson Watson, acusado de matar e ocultar o corpo da universitária Camilla Abreu, em outubro de 2017. O documento foi encaminhado ao Tribunal de Justiça do Piauí (TJ), que irá decidir se o PM perderá o posto e patente. 

O governador constitui um Conselho de Justificação, que elaborou os autos com o relatório declarando a incapacidade de Allisson Wattson permanecer na Polícia Militar por considerar o militar culpado das acusações apresentadas. A Procuradoria Geral do Estado também deu parecer favorável pela expulsão do PM. 

Os autos foram encaminhados à Procuradoria Geral do Estado (PGE), que retornaram com parecer opinando pela regularidade do processo e submetendo ao chefe do poder Executivo estadual a decisão de autorizar à Procuradoria que os encaminhassem ao TJ para o fim de declarar o acusado indigno do oficialato ou com ele incompatível, com a consequente perda do posto e patente. 

De acordo com a Constituição Federal, apenas o Tribunal de Justiça e tribunais militares permanentes podem declarar a perda de posto e patente de oficiais. “Há muita pressão da população por uma medida rápida do estado, mas nenhum chefe de executivo pode tomar essa decisão, caso contrário, seria anulada”, esclareceu o procurador jurídico Jean Paulo Modesto. 



Fonte: CCOM 

Dê sua opinião: