Dudu cobra esclarecimento sobre dívida de PMT junto ao SETUT

Vereador Dudu (PT) (Foto: Divulgação)

O vereador Dudu (PT) chamou atenção, nesta quarta-feira, 11, para a denúncia de que a Prefeitura de Teresina não está fazendo os repasses ao SETUT (Sindicato das Empresas de Transportes Urbanos de Passageiros de Teresina), afetando diretamente o serviço de transporte público da capital.  Em busca de soluções para o sistema que atende de forma precária a população, Dudu apresentou requerimento solicitando informações sobre os repasses feitos para o SETUT.

"Fomos eleitos para acompanhar os gastos da cidade e fiscalizar a gestão da prefeitura. Então esse requerimento exige as informações que vão esclarecer para o povo e aos trabalhadores da categoria o porquê do caos em nosso transporte e assim encontrar soluções o mais rápido possível. O SETUT fez denúncias graves, que a Prefeitura não paga o repasse subsidiado da passagem e podemos ter um colapso do sistema público de transporte", destacou ele. 

Dudu chamou atenção que os repasses precisam ser discutidos e efetuados para evitar o colapso do transporte público. "O SETUT, em seu discurso na reunião de ontem sobre a paralisação, disse oficialmente que está quebrado, porque a tarifa do ônibus de Teresina não sustenta o sistema. Foi dito aqui também que os terminais de ônibus já apresentam problemas de logísticas para a entrada dos coletivos. Sabemos que o subsídio que o SETUT recebeu no segundo semestre de 2016 foi R$ 7 milhões, mas eles dizem ser insuficiente. Temos que lutar por essa causa e evitar um colapso no transporte público", disse o parlamentar.

O vereador alertou ainda para os índices de violência que poderiam ser minimizado com a atuação efetiva da guarda municipal. O tema vem sendo muito debatido com os motoristas e cobradores de ônibus. "Em um gráfico nacional de índices de violência e falta de segurança pública, Teresina não está distante de se tornar uma capital insegura. Por isso, temos batido na tecla da ampliação da Guarda Municipal. Se ela tivesse em pleno funcionamento, os índices teriam sido menores", ressaltou Dudu.

 


Fonte: Assessoria


Dê sua opinião: