5000onon

Cauteloso, Ciro fala em Lula, mas progressistas conversam com Alckmin

 
 Foto: Wilson Filho/CidadeVerde.com

O presidente nacional do Progressistas, senador Ciro Nogueira, tem tido cautela ao falar sobre a sucessão presidencial. O cuidado de Ciro ao falar sobre o assunto se deve à relação delicada entre ele e o PT do Piauí. Nacionalmente, o Partido dos Trabalhadores insiste em colocar o nome do ex-presidente Lula (PT), que está preso, como candidato.
 
Na tentativa de evitar uma nova polêmica com os petistas, Ciro diz que se Lula for candidato, votará nele. Mas no cenário nacional, o Progressistas conversa com os pré-candidatos de Centro. O nome de Lula é rejeitado pela maioria do partido que foi considerado fundamental para o impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff (PT).
 
“Se o Lula for candidato ele será meu candidato. Falo como o senador Ciro. No Progressistas esse assunto ainda não foi discutido. Ainda estamos conversando. Não tem nada definido”, declarou.
 
O Progressistas já foi procurado por pré-candidatos como Geraldo Alckmin (PSDB). Caso o apoio ao tucano seja confirmado, pode ser um novo fator a abalar já fragilizada relação de Ciro com os petistas do Piauí.
 
Lideranças do PT chegaram a defender um boicote à campanha de reeleição de Ciro. O progressista deve ser candidato na chapa que será encabeçada pelo governador Wellington Dias.
 

Lídia Brito
[email protected]

Dê sua opinião: