5000onon

Alepi derruba veto e aprova aumento para servidores

Plenário da Assembleia Legislativa do Piauí 
 Foto: Paulo Pincel

Após orietação do líderes do Governo, Francisco Limma (PT), e da Oposição, Robert Rios (DEM), 17 deputados votaram contra os vetos do governador Wellington Dias às Mensagens 33/18 e 34/18 e aprovaram aumentos salariais de 6,81% para professores de educação básica e de 3,95% para servidores da Secretaria de Educação, policiais militares, bombeiros militares, policiais civis, agentes penitenciários e procuradores do Estado. 

Dois parlamentares votaram a favor dos vetos e cinco votaram em branco. Foram aprovadas outras cinco matérias, incluindo o Projeto de Lei 43/17 do Poder Executivo que institui o piso salarial para os farmacêuticos variando de R$ 1,6 mil a R$ 3,2 mil. 

O plenário aprovou os Projetos de Lei 15/18 e 01/17 do Poder Executivo que dispõem sobre abertura de crédito adicional especial de R$ 34,8 milhões ao Orçamento Geral do Estado e sobre a doação de área de terra para a Prefeitura Municipal de Oeiras. Também, foi aprovado o Projeto de Lei 54/17 que autoriza o Poder Executivo a doar imóvel em Bom Jesus para o DNIT (Departamento Nacional de Infraestrutura e Transportes). 

Os parlamentares aprovaram o Indicativo de Projeto de Lei 03/18 e o Projeto de Lei 33/18 da deputada Flora Izabel (PT) que tratam sobre a isenção do pagamento da taxa de renovação da CNH (Carteira Nacional de Habilitação) para motoristas do serviço público estadual e sobre o reconhecimento de utilidade pública da Associação Solidária pela Vida (Aspvida). 

Os deputados Antônio Félix (PSD) e Georgiano Neto (PSD) tiveram aprovados os Projetos de Lei 95/16 e 35/18 que dispõem, respectivamente, sobre revisão da circunscrição territorial de Campinas do Piauí e do reconhecimento de utilidade pública da Associação dos Produtores Rurais de Canto da Varzea e Região da Grande Serra de Atalaia. Foi aprovado ainda o Projeto de Lei Complementar 02/13 do Tribunal de Justiça do Estado que altera a lei de organização judiciária do Piauí. 



Fonte: Alepi 

Dê sua opinião: