5000onon

Vereador, empresário e servidores públicos são presos em operação da PF contra fraude no INSS

Vereador Genival Santos Cordeiro   
  Foto: Arquivo pessoal  

A Polícia Federal prendeu, no início da manhã desta terça-feira (8), o vereador Genival Santos Cordeiro, mais conhecido como Genival Cigano (PV) de Piripiri. Além do vereador, também foram presos um empresário, um funcionário público municipal e uma servidora do INSS, todos em Piripiri. 

As prisões ocorreram durante a “Operação Biditos”, deflagrada para desarticular uma quadrilha especializada em fraudes a benefícios assistenciais do INSS, concedidos a idosos e deficientes. A investigação teve início no ano passado e contou com o apoio da Gerência Executiva do INSS no Piauí. 

Ao todo, estão sendo cumpridos 10 mandados de prisão preventiva, nove de prisão temporária e 29 de busca e apreensão nos municípios de Piripiri, Parnaíba, Brasileira, Cocal, Barras, Tianguá/CE, Tutóia/MA e Paraíso do Tocantins/TO. 

O vereador foi preso no Hospital Regional Chagas Rodrigues, em Piripiri, quando acompanhava um parente que está internado. 

Através de nota divulgada a imprensa, a Polícia Federal do Piauí informou que as investigações apontaram que a organização criminosa recebia mensalmente cerca de 320 benefícios assistenciais fraudulentos e adotava como modo de agir a criação de pessoas fictícias por meio da falsificação de documentos públicos (tais como certidões de nascimento, carteiras de identidade e CPFs, dentre outros), que eram utilizados para a obtenção dos benefícios em diversas agências do INSS no Piauí e Ceará. 

Os benefícios com indícios de fraude causaram um prejuízo efetivo ao INSS no montante de R$ 27.669.685,27. A Justiça Federal já determinou a suspensão de tais benefícios, medida que evitará um prejuízo mensal ao INSS de R$ 305.280,00 e um prejuízo futuro estimado superior a 19 milhões de reais", diz a nota. 

Após depoimentos, os presos serão encaminhados ao Sistema Prisional, onde ficarão custodiados à disposição da Justiça. 

O nome da Operação “BIDITOS” decorre da expressão utilizada por alguns dos membros da quadrilha, que se dizem ciganos, para se referirem aos cartões de benefícios do INSS em seu dialeto. 



Fonte; Piaui Hoje.com 

Dê sua opinião: