Pai mantém a própria filha em cárcere privado

Mulher acorrentada 
 PM-PI

Na tarde deste sábado (25), uma equipe da FORÇA TÁTICA DO 20º BPM DE PAULISTANA, comandada pelo CB Gilvan Belo, e composta pelos SDs PMs Fernando, Marivaldo e Humberto, ao recebeu denúncia da Senhora Maria Aparecida de Carvalho Silva, de que seu ex-esposo de nome JOSÉ LUÍS DA SILVA, 58 anos, natural de Paulistana, residente na localidade Angical, zonal rural de Jacobina do Piauí, estava mantendo sua filha acorrentada e em condições desumanas. 

A equipe da FORÇA TÁTICA DO 20º BPM/PMPI, acompanhada da queixosa se deslocou até a referida localidade para averiguar as circunstâncias da informação. Ao chegar à residência do Sr LUÍS, foi constatado que a sua filha de nome GISELA DE CARVALHO SILVA, 33 anos, natural de Botucatu/SP, visivelmente portadora de necessidades especiais, estava acorrentada pelo pé a um tambor de freio de caminhão, pesando aproximadamente 25 quilos, com a finalidade de impedir sua livre locomoção. GISELA aparentava, também, estar em estado de higiene precária. 

Ao ser indagado por que estaria mantendo sua filha naquelas condições, o acusado disse que era pra impedir que sua filha fugisse para o mato. 

Ainda na residência de Luís foi encontrada uma espingarda calibre 28, marca Rossi, número de série ilegível, com 06 seis cartuchos de metal carregados e 02 deflagrados. 

Diante do caso, o acusado, vítima e testemunhas, juntamente com arma e todo material apreendido, foram apresentados na Delegacia Regional de Simões para os procedimentos cabíveis, tendo em vista não haver Delegado de plantão na 12ª DRPC de Paulistana. 

Sr. José Luis 
  Foto: Reprodução 


Dê sua opinião: