5000onon

Operação prende suspeitos de roubos, furtos e latrocínio

Presos na segunda fase da operação Patrimonium 
 Foto: Divulgação/Polícia Civil

A Polícia Civil do Piauí, através do 22° Distrito Policial, sob comando do delegado Tales Gomes, deflagrou nesta terça-feira (4) a segunda etapa da ‘Operação Patrimonium’ em Teresina e efetuou a prisão de vários criminosos investigados por crimes contra o patrimônio como furto, roubo e latrocínio.

Durante a segunda fase da operação, até o momento foram presos quatro suspeitos identificados como Francisco Leandro Pereira da Silva, Thiago Teixeira da Silva - vulgo Girita, Jhones Rodrigues Teixeira e Benerval de Sousa Silva – vulgo Bena. A operação ocorre durante todo o dia de hoje.

De acordo com o delegado Tales Gomes, Francisco Leandro foi preso preventivamente após ser identificado em ocorrência de roubo na Boa Hora, que ocorreu em de outubro. Na ocasião ele lesionou a golpes de faca uma dona de casa que teve seus filhos ameaçados de morte durante e teve dinheiro, celular e outros bens roubados. Leandro foi preso em José de Freitas local onde estava escondido desde o dia do crime.


Thiag, vulgo Girita, foi preso no dia 16 de novembro com arma de fogo e, após ser conduzido à Central de Flagrantes, foi liberado mediante pagamento de fiança. O delegado destaca que Grita estava sob livramento condicional em função de condenações que somam oito anos de prisão. “Por conta da sua prisão com arma de fogo, solicitamos ao Juiz da Execução Penal, Dr. José Vidal, que, com parecer favorável do Dr. Elói Portela, decretou a revogação do benefício de Girita e retorno dele à prisão. Ressalta-se que Girita tem envolvimento com gangues que atuam no Monte Verde”, disse o delegado.

Já Jhones Teixeira foi preso preventivamente após ser identificado em furto ocorrido em um sítio situado no Aves Verdes. A equipe do 22º DP realizou o trabalho investigativo e apreendeu bens furtados e comprovar que Jhones, auxiliado por sua namorada menor de idade, cometeu o crime.

Benerval, vulgo Bena, foi preso em decorrência de quatro mandados de prisão, sendo três por condenações que somam 46 anos de prisão. “Bena é o homem mais perigoso da zona rural norte de Teresina, fugitivo do presídio de Esperantina. Dentre as condenações de Bena se destaca uma por latrocínio ocorrido em Morro do Chapéu onde a vítima teve parte do corpo queimada”, conclui e delegado.

A operação Patrimonium visa coibir a prática de roubos na região da Santa Maria da Codipi e tirar de circulação pessoas com atuação em crimes contra o patrimônio. Para denúncias entre em contato com o número 86 99978-0749.



Fonte: 22º Distrito Policial/Polícia Civil 

Dê sua opinião: