5000onon

Arimateia Azevedo sobre a Operação Topic: "essa cambada meteu a mão em 300 milhões"

Na sua coluna de hoje no seu PortalAz o jornalista Arimateia Azevedo diz que " não se trata mais de 120 milhões de reais essa cambada meteu a mão em 300 milhões" ao se referir aos suspeitos de envolvimento na operação Topic.  

O jornalista também avalia que em função da existência de quatro procuradores numa operaçâo policial a investigação deve ter uma proporção muito maior.

Engraçado é que Azevedo resolveu ser mais ácido e previu que a champanhe dos acusados e prováveis futuros acusados de envolvimento em desvios de vultosos recursos públicos deve ser "aguada neste natal" por que estariam tensos com a volta para a prisão de Lívia Oliveira e Luiz Carlos Magno.  

O que Arimatéia disse hoje:

Lá vem!

A prisão, pela segunda vez, do casal Luiz Carlos Magno Silva e Lívia de Oliveira Saraiva, na operação Topic, só mostra uma coisa: que a champanhe que muitos gestores estaduais vão tomar neste Natal está aguada.
Se o juiz federal Saulo Bahia revogou sua própria liminar e o TRF da 1ª Região determinou a prisão, é sinal de que tem muito aguaceiro nessa tormenta.

Crime eleitoral

Existem fortes indícios de que os grampos da operação Topic motivaram a revogação da soltura e as investigações se ampliam para outros crimes, inclusive eleitoral.
Os grampeados certamente esqueceram que estavam sendo grampeados no período eleitoral.

O buraco ó...

Não é sem razão a força tarefa ter quatro procuradores da República envolvidos numa única operação policial.
Isso significa que houve desdobramentos e que o buraco é muito maior. Não se fala mais em rombo nos recursos dos fundos públicos de R$ 120 milhões.
Essa cambada meteu a mão em algo acima de R$ 300 milhões.

Pobre Natal

O peru, certamente, não estará assando neste Natal para muita gente alcançada pela operação Topic e para aqueles que estão na sua mira.
Gente grande.

Lívia Oliveira (Foto: Reprodução) 


Luís Carlos Magno ( Foto: Reprodução) 


Fonte: Feitosa Costa 

Dê sua opinião: