5000onon

Líder do MDB diz que partido errou ao indicar Luis Junior para vice de Firmino

Pela primeira vez publicamente um líder importante do MDB admitiu que o partido errou ao indicar o ex-reitor da Universidade Federal do Piauí, Luis Junior, para compor a chapa encabeçada pelo prefeito Firmino Filho, que foi vitoriosa em outubro de 2016.PSDB e MDB e mais alguns partidos fizeram uma composição para disputar a eleição de prefeito de Teresina.Coube ao então PMDB, hoje MDB, a indicação do nome do candidato a vice.

Quando o ex-reitor foi indicado houve internamente, principalmente no âmbito da bancada na Assembléia Legislativa, uma forte reação.A fidelidade futura de Luis Junior ao partido foi questionada mas prevaleceu o seu nome.Agora dirigentes do MDB dizem nos bastidores que na crise de relacionamento entre Firmino Filho e o presidente da Assembléia Legislativa do estado, deputado Themístocles Sampaio Pereira Filho, padrinho da indicação de Junior, o indicado do partido não se manifestou e tem fornecido fortes  sinais de que fica com o prefeito e não com o partido caso ele deixe a Prefeitura para ser candidato a governador.

Os dirigentes estão sabendo que nessa hipótese, ou mesmo que Firmino não saia, Junior mudará de sigla partidária, filiando-se em agremiação indicada por Firmino.

A declaração de João Madson Nogueira, hoje presidente da Comissão de Constituição e Justiça da Assembléia Legislativa do estado, foi feita no inicio da tarde de ontem, na Bancada Piauí, da TV Antena 10, que vai ao ar de segunda a sexta-feira.

Resultado de imagem para joão madson 
 Deputado João Madson (Foto: Reprodução)

Dê sua opinião: