5000onon

Juiz manda demitir funcionários e prefeito fecha hospital

O município de Porto ( 170 quilômetros de Teresina, no Baixo Parnaíba, está sem hospital desde os primeiros minutos de hoje, dia 13 , por que, para não pagar uma multa de R$ 5 mil por dia, o prefeito Dó Bacela ( Progressistas ) foi obrigado a demitir todos os funcionários de serviços prestados, cerca de 40 , deixando o estabelecimento sem condições de operar. Levantamento feito por este blog ainda na manhã de hoje indica que pelo menos 400 mulheres estão prestes a parir na região.

O hospital Roosevelt Bastos é tradicional no município e atende ainda pacientes de Campo Largo e Nossa Senhora dos Remédios. A decisão foi do juiz Ulysses Gonçalves que alegou o cumprimento da lei. Os funcionários efetivos não chegam a 10 mas deste total pelo menos seis estão afastados por motivo de saúde ou em processo de aposentadoria.

Populares que procuraram atendimento hoje pela manhã se aglomeraram em frente ao hospital, que leva o nome de Roosevelt Bastos, famoso medico falecido filho de tradicional família da terra.

Essa matéria foi publicada originalmente do Portal GP1.

Dê sua opinião: