5000onon

Chapecoense e Paraná duelam em busca de primeira vitória no Brasileiro

Nesta segunda-feira, às 20h, na Arena Condá, Chapecoense e Paraná se enfrentam pela quarta rodada do Campeonato Brasileiro e o confronto pode ser um ponto de partida para as duas equipes, já que nenhuma das equipes venceu ainda no principal torneio nacional. 

O time catarinense está na 16° posição, com dois pontos, enquanto que os paranaenses estão na lanterna, com nenhum ponto ganho.  

“Falo ao grupo e também ao torcedor que não tem jogo fácil neste Campeonato Brasileiro. Depois dos empates fora , contra o Palmeiras e o Atlético-MG, o trabalho e a estratégia foram valorizados. 

O Paraná teve uma semana cheia e condição de trabalhar variáveis, é uma equipe que compete bastante. Temos que levar isso em consideração”, destacou Gilson Kleina, treinador da Chapecoense.


  Gilson Kleina durante último treino da Chapecoense antes do jogo diante do Paraná (Foto: Sirli Freitas)

O comandante catarinense também reforçou que a presença da torcida na Arena Condá será fundamental para que o time possa vencer pela primeira vez no Brasileirão deste ano. 

“Espero que a gente consiga ser competentes em mais uma oportunidade. Vamos nos organizar novamente e ver a condição dos nossos atletas para sermos competitivos e inteligentes durante a partida. Temos de fazer que o torcedor jogue junto até o fim”.

Nesta semana, a Chapecoense anunciou a contratação do volante Barreto, que estava defendendo as cores do  Criciúma. Em nota oficial, o clube  informou que o atleta de 22 anos irá realizar os exames médicos e assinar o contrato nos próximos dias. A tendência é que ele seja aproveitado já nos próximos jogos do time no Campeonato Brasileiro.

Já pelo lado do Paraná, a situação é bastante delicada. O time é o lanterna da competição, não conseguiu nenhum ponto e tenta melhorar o quanto antes para evitar o descenso para a segunda divisão nacional. 

Para o técnico Rogério Micalle, o momento é de tirar a responsabilidade dos jogadores para que eles consigam ter um desempenho melhor dentro de campo.

“Seria muito fácil para mim, como treinador, chegar aqui e transferir a responsabilidade. Dizer que preciso de jogador, de contratações e que temos um elenco reduzido. 

Seria algo muito fácil de fazer, mas não é o caso. Quando fui contratado para comandar este clube, sabia exatamente para onde estava indo, quis estar aqui e que era um desafio para minha carreira”, ressaltou Micale.





Fonte: Gazeta Press


Dê sua opinião: