5000onon

Diga sim ao sexo oral; que tal tentar em?

Se você costuma negar esse ato tão prazeroso para os homens que também pode ser para você, é hora de repensar e quem sabe passar a dizer sim ao sexo oral.

Para os homens, há poucas coisas no sexo que podem ser tão agradáveis como receber uma boa sessão de sexo oral. É o momento em que eles se esquecem do mundo e se concentram apenas em desfrutar o prazer que a sua parceira está proporcionando.

De acordo com Alessia Di Bari, sexóloga e terapeuta familiar, é muito comum que os seus pacientes do sexo masculino se queixem que suas parceiras não gostem de fazer sexo oral ou porque raramente concordam em fazê-lo.

É claro que felizmente esse não é o caso de todas as mulheres. Muitas adoram dar prazer aos seus parceiros, mas ao mesmo tempo, há várias que têm uma série de restrições a este respeito.

Alguns dos motivos mais comuns dos “porquês” que as mulheres não consideram o sexo oral como uma prática agradável são:

1. Ela se sente humilhada, confusa, o gosto ou cheiro não a agrada

Este é um dos motivos mais comuns para que muitas mulheres se neguem a fazer sexo oral. É triste, mas é verdade.

Muitas mulheres, devido à sua educação ou crença, acreditam que essa é uma prática “degradante”, seja devido à posição, já que dependendo de onde o homem está ela tem que ficar de joelhos, ou porque acredita que isso possa simbolizar algo que ela não está de acordo.

Não importa o motivo, o importante é que nenhuma mulher deve se sentir culpada por isso! Essa é uma prática como qualquer outra prática sexual, e neste quesito não há coisas “boas” ou “ruins”, mas sim “eu gosto” ou “não gosto”. Esqueça dos “eu não deveria” ou “eu deveria…”.

2. O cheiro e/ou gosto parecem desagradável

É claro que a higiene adequada é muito importante, e muitas vezes o pênis está limpo, mas como não foi bem seco antes do homem vestir a roupa íntima, ele acaba ficando com um mau cheiro.

Como sempre é dito e repetido, a comunicação é algo extremamente importante entre o casal, e por isso, vale a pena falar sobre esse assunto. Se você acha que há um cheiro desagradável, com delicadeza e educação, converse com o seu parceiro.

Quanto ao sabor, se você tem problemas com o gosto do pênis do seu parceiro, que tal usar alguns lubrificantes saborosos? Desta maneira, praticar o sexo oral será como lamber um pirulito.

3. Muitas acham que essa é uma prática exclusiva de prostitutas

Nada poderia estar mais longe da realidade e ser mais errado do que esse pensamento. É claro que essa não é uma prática exclusiva de prostitutas, e mesmo se verdade fosse, a melhor coisa que você poderia fazer seria aprender com as profissionais!

Deixe esses velhos tabus que a sociedade colocou na mente de muitas mulheres de lado e curta mais o sexo. Fazendo, você será a primeira pessoa a sentir muito mais prazer, além de se divertir muito mais.

4. Não faz porque não sabe fazer

Neste caso, o ditado popular “a prática leva a perfeição” cabe perfeitamente. Se você não começar a fazer sexo oral, nunca aprenderá a fazer! É hora de começar a praticar!

Além de, novamente, conversar com o seu parceiro, perguntar como ele gosta, pedir que te ensine! Mesmo se tiver vergonha e medo de admitir que não sabe, pedir para ele te ensinar pode ser algo extremamente excitante e sexy para o seu parceiro. Imagine como ele sentirá sabendo que você quer que ele te ensine como lhe dar prazer? Além do mais, você aprenderá a fazer do jeitinho que ele gosta!

Para deixar tudo realmente claro, como dito e “redito” anteriormente, tudo se resolve (bom, praticamente tudo) com a comunicação!

Não se negue por decreto a tentar fazer uma ou outra coisa. Permita-se experimentar coisas novas, saber o que acontece com você, como se sente ao tentar uma ou outra coisa.

Não há nada de errado em não gostar de fazer tudo e com todos, mas também vale a pena se questionar e provar coisas diferentes para aí sim determinar se gosta ou não disso ou daquilo.

Como lição de casa, pergunte a si mesma quanto você e seu parceiro conversam sobre sexo. Você permite que ele saiba o que você gosta ou não gosta? Quantas vezes vocês conversaram sobre como se sentem em relação à vida sexual de vocês?

Ninguém nasce sabendo tudo ou com um manual de instruções. Todos aprendem com o tempo. Anime-se a se conhecer e a conhecer o seu parceiro. Diga sim ao sexo oral, permita-se provar e deixe todos os preconceitos de lado!




Fonte: Irresistível.com

Dê sua opinião: