5000onon

Alcione e Sambatom encerram o Festival de Inverno de Pedro II

Encerramento do Festival de Inverno de Pedro II 
 Foto: Divulgação

A última noite do Festival de Inverno de Pedro II, nesse domingo (3), foi marcada pela voz da cantora maranhense Alcione. Um pouco antes, subiu ao palco Opala, na Praça Manoel Nogueira Lima (Bonelle), o grupo Sambatom, de Teresina, que mostrou toda a beleza e a energia do samba. 

As apresentações começaram mais cedo, às 20h, com as integrantes do Sambatom soltando a voz com os grandes clássicos do samba de raiz, como “É hoje”, samba enredo da escola de samba União da Ilha de 1992; “Trem das Onze” de Adoniram Barbosa; e também MPB, como “Casinha de Sapé”, de Zé Rodrix, e “Esquadros” de Adriana Calcanhoto; e reggae, como “No woman no cry”, de Bob Marley. A cada interpretação, a plateia vibrava. 

Em seguida, às 22h, subiu ao palco a Marrom, uma das atrações mais esperadas do Festival de Inverno deste ano. Alcione encantou o público com interpretações impecáveis, aos 70 anos de idade. Ela revelou que comemora 46 anos de carreira, agora em 2018, e que também ficou ansiosa quando soube que iria cantar no Festival. 

Encerramento do Festival de Inverno de Pedro II 

Em vários momentos, atendeu ao público, autografou um disco de uma fã no meio do show e ficou muito à vontade, inclusive para falar de um problema de saúde, que a fez emagrecer recentemente. Deu conselhos e falou de sua fé e gratidão a Deus e à Nossa Senhora pela carreira de cantora. 

Entre uma pausa e outra, levava os fãs ao delírio com sua presença de palco. Cantou, entre outras músicas: “Meu ébano”, “Você Me Vira a Cabeça (Me Tira do Sério)”, “Minha Estranha Loucura”, “Garoto Maroto” e “Loba”, encerrando com “Não deixe o samba morrer”. E o público respondeu, cantando e fazendo coro. Às 23h30, quando acabou o show, a Marrom ainda recebeu dezenas de fãs no seu camarim. 

“Encerramos a 15ª edição do Festival de Inverno de Pedro II em grande estilo, com quase 10 mil pessoas na Praça da Bonelle. Temos a certeza que o nosso Festival tem ainda muito a crescer, atraindo mais turistas, oferecendo oportunidades de trabalho e renda para muita gente. Esse show entra para história de nosso Festival, que chega aos 15 anos consolidado e renovado em todos os aspectos. Muito obrigado a todos e até 2019”, frisa o prefeito Alvimar Martins. 



Fonte: Ascom 

Dê sua opinião: