Trabalhadores de várias categorias paralisam atividades em Teresina contra a Reforma da Previdência

Todos os acessos da UFPI foram bloqueados 
 Foto: Valmir Alves  

Desde as primeiras horas desta terça-feira (5), trabalhadores de várias categorias paralisaram as atividades em Teresina para protestar contra a Reforma da Previdência. A greve nacional é organizada pelas centrais sindicais. 

Os trabalhadores reivindicam a retirada de pauta da reforma da previdência, anulação da reforma trabalhista e da lei de terceirizações. Em Teresina as categorias irão se concentrar em frente ao prédio do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), na Praça da Bandeira. 

Paralisação contra a Reforma da Previdência

Na Universidade Federal do Piauí (UFPI), os manifestantes bloquearam todas as entradas e somente o Hospital Universitário funciona hoje. Os professores da Associação dos Docentes da UESPI (ADCESP), funcionários do Instituto Federal do Piauí (IFPI), além dos funcionários dos Correios, Agespisa e Eletrobras, também aderiram à paralisação. 

Paralisação contra a Reforma da Previdência

Os servidores municipais estão reunidos no Teatro Arena, na Praça da Bandeira, para decidir em Assembleia Geral se os servidores da Superintendência Municipal de Transporte e Trânsito (Strans) deflagram greve de 72 horas. Em seguida, a categoria segue para as ruas do Centro. 



Fonte: Valmir Alves
Editor: Alinny Maria 

Dê sua opinião: