5000onon

Passagem de ônibus pode custar R$ 4,02 a partir de janeiro

Ônibus em Teresina 
 Foto: Alinny Maria 

A tarifa de ônibus de Teresina pode sofrer reajuste de 11,7% a partir de janeiro 2019. Desta maneira a passagem inteira deixará de custar R$ 3,60 e o novo valor será de R$ 4,02. Já para os estudantes, subirá de R$ 1,15 para R$ 1,28. Esta proposta é do Conselho Municipal de Transporte Público de Teresina, que esteve reunido na tarde desta sexta-feira (21) na sede da Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (Strans) para analisar a planilha dos coletivos da capital.

Participaram da reunião os representantes de várias instituições que compõem o Conselho. De acordo com o Conselho Municipal de Transporte Público, para se chegar a esse valor, a planilha levou em consideração a evolução do número de passageiros entre 2017 e 2018, indicadores econômicos, cálculo da tarifa por passageiro integrado, entre outros. De acordo com os dados, houve uma queda de 9,7% no número de passageiros usuários de ônibus entre 2017 e novembro de 2018. Houve uma queda também no número de passageiros pagantes de 14,6% no período.

O Conselho destaca ainda que no período também houve uma variação de 3,5% no INPC (Índice Nacional de Preços ao Consumidor) e de 4,04% no IPCA. Na planilha, é levada em consideração o reajuste no valor do pagamento dos servidores que operam no sistema. Para 2019, a expectativa é de que o salário mínimo saia dos atuais R$ 954 para R$ 1.006. Já o preço do diesel, combustível utilizado na frota, teve um incremento de 12,7% entre 2017 e 2018.

Na reunião, o Conselho propôs o reajuste de 11,73% no valor da passagem. Pela proposta, a tarifa estudantil continuaria com valor inferior aos 50%, que vem sendo adotado há quase cinco anos, quando o prefeito Firmino Filho assumiu. Dessa forma, o valor da passagem estudantil teria um valor equivalente à 31,94% do valor da passagem inteira. Uma nova reunião do Conselho será agendada para fechar questão em relação ao valor que será apresentado ao prefeito. Após receber os dados, o prefeito Firmino Filho ainda irá analisar e definir se homologa o valor proposto ou se propõe alterações.  


Fonte: Alinny Maria
Piaui Hoje 

Dê sua opinião: