5000onon

Sucessão estadual sem novidades

Resultado de imagem para Robert Rios 
 Deputado Robert Rios Magalhães (Foto: Reprodução)

O ano de 2018 não trouxe nada de novo sobre a sucessão estadual. Os políticos discutem mais a vice-governadoria do que o cargo de governador propriamente dito. É como se todos os partidos temessem uma
disputa com o atual governador. Oposição a Wellington Dias só existe quando a Assembleia está funcionando, assim mesmo a cargo de apenas três deputados. Robert Rios, Rubem Martins e Gustavo Neiva.

Reuniões de lideranças partidárias acontecem todos os dias, mas o conteúdo das conversas não vaza para os meios de comunicação, significando que os futuros acordos são tratados por baixo do pano.
Será preciso que a Assembleia volte a funcionar, para que um dos três deputados acima citados vá à tribuna e diga o que está sendo conversado. O deputado Robert Rios é a grande esperança que se tem de
revelações sobre o que os partidos estão planejando.

Até o ex-deputado Deusimar Pereira (Tererê), que quando exercia o mandato fazia questão de bater no governo, ficou calado até um dia desses, e quando resolveu vir a público foi para admitir que formará
com o atual governador. Alguém já disse que a oposição mais forte é aquela que sobra da embarcação oficial. É o excesso de tripulação. Sendo assim, o governador Wellington Dias ainda terá alguns meses de
sossego, pois o barco oficial ainda tem vagas.

Esquerda iludida


Quem diria que a esquerda brasileira se iludisse com tanta facilidade! Vejamos o que publicou o portal brasil247: “Em entrevista exclusiva à TV 247, Rui Costa Pimenta, fundador e presidente do Partido da Causa Operária, diz que a prioridade da esquerda deve ser garantir a candidatura Lula; "O que está em jogo hoje não é apenas o Lula, mas todo o futuro da esquerda brasileira", afirma; segundo ele, a única
saída legítima para o País teria sido a anulação do golpe, com a volta da presidente Dilma Rousseff; ele também enxerga riscos de uma eventual intervenção militar e diz que as eleições não estão
asseguradas; "a mobilização deve ir muito além do dia 24”.

Emergência com defunto

Primeiro foi a falta de telefones nas delegacias de polícia, fato amplamente noticiado por diversos portais. Agora foi a falta dentro carros tumba, o que levou policiais da Delegacia de Homicídios a
removerem um corpo do local do crime em Teresina na própria viatura. A medida-que teve autorização da família- foi tomada de forma emergencial, após cerca de 3 horas de espera pelo carro tumba. No
Instituto Médico Legal (IML) de Teresina há apenas dois veículos, sendo que um está em manutenção e o outro foi deslocado para o Norte do Estado para buscar um corpo.

Saída pela Maranhão

Moradores de diferentes bairros da zona sul de Teresina estão buscando o centro da cidade através da Avenida Maranhão. A construção das estações de passageiros de ônibus dificulta o acesso pelas avenidas
Barão de Gurgueia e Miguel Rosa. Quem está se dando mal com isso são os moradores do conjunto Saci, que serve de passagem para um número incalculável de automóveis. A tendência será piorar, depois que as estações estiverem funcionando, com o entra e sai de passageiros.

Fofoca

Sob o título acima, escreveu Efrém Ribeiro, no facebook “Meu amigo de Facebook disse que é melhor eu falar de problemas de falta de energia elétrica em bairros de Teresina do que ficar fazendo fofocas. Eu
respondi: "Luiz Fernandes Sousa Neto, meu amigo foi a fofoca que fez os homens os animais mais mortais de nosso planeta terra. Eu não sou um fofoqueiro por limite profissional , mas porque sei disso desde que li um livro sobre como a fofoca faz parte do desenvolvimento humano em um livro de um pensador italiano. Agora, o israelense Yuval Noah Harari, autor dos livros "Homo Deus" e Sapiens: Uma Breve História da Humanidade", reforça isso em suas obras. Recomendo a leitura dos dois livros e se tiver uma fofoca boa me manda".

PT prega pressão à Justiça

O Partido dos Trabalhadores raciocina contra a lógica. Todo mundo sabe que o Poder Judiciário não julga processos sob pressão, mas o tesoureiro do partido e ex-prefeito de Osasco, Emídio de Souza,
afirmou em reunião fechada da sigla que quanto mais os movimentos do PT forem fortes mais a Justiça será comedida no julgamento do ex-presidente Lula. O tesoureiro do PT analisou declaração do
presidenciável Jair Bolsonaro, que considerou estranha a atitude de Lula, de fazer uma viagem ao exterior logo após o julgamento. Achando que Bolsonaro previu o exílio do concorrente, Emídio de Souza
demonstrou acreditar que o passaporte de Lula será bloqueado.

Concurso de marchas

O elevado número de músicas carnavalescas inscritas (25) para o concurso carnavalesco de Teresina fez com que a classificação seja precedida de uma pré-seleção a ser feita por uma equipe de técnicos e
músicos, que escolherá dez canções para a classificação de 10 inscritos para o final do concurso. As inscrições já terminaram e o julgamento final acontecerá no dia 17, quarta-feira. A premiação será
de R$ 2.500, R$ 1500 e R$ 1000 para os três primeiros colocados. Os ritmos exigidos pela organização do concurso foram marcha, marcha
rancho e frevo.

Regina não abre mão

Quem estiver pensando que a senadora Regina Souza (PT) vai desistir da disputa pelo cargo que ocupa, a fim de facilitar entendimentos do governador Wellington Dias com partidos da base e até mesmo com
adversários pode ir logo tirando o cavalo da chuva, pois ela já está em campanha e percorreu, em apenas cinco dias, 16 municípios da região sul do Estado. A previsão da senadora é de que no final de fevereiro
terá visitado os 224 municípios.

O humor de cada dia

O sujeito chega no barbeiro e pergunta: - Em quanto tempo o senhor
pode me atender? - Duas horas - responde o barbeiro. Ele vai-se embora
e só volta no dia seguinte, fazendo a mesma pergunta. - Em quanto
tempo o senhor pode me atender? O barbeiro olha o caderno e diz: -
Duas horas e meia. Ele vai embora e volta no dia seguinte, com a mesma
pergunta. - Em quanto tempo o senhor pode me atender? - Uma hora e
meia - responde o barbeiro. Como a coisa se repetia todos os dias, o
barbeiro começa a ficar curioso e pede para um ajudante seguir o
sujeito para ver qual era a dele. O ajudante volta quinze minutos
depois, sem conseguir segurar o riso. O barbeiro pergunta: - E aí,
para onde ele foi? O ajudante responde: - Para a tua casa.

Dê sua opinião: