5000onon

Robert Rios volta a criticar prestação de contas do governo

Resultado de imagem para robert rios 
 Deputado Robert Dias (Foto: Reprodução)

O deputado Robert Dias, que passou vários dias em viagem ao exterior. Voltou a se ocupar do tema empréstimo do governo junto à Caixa Econômica Federal. Ele disse que a oposição, composta por ele e pelos deputados Marden Menezes (PSDB), Gustavo Neiva (PSB) e Rubem Martins (PSB), tem travado, nos últimos meses, uma luta junto à Caixa Econômica, Ministério Público Estadual e Tribunal de Contas do Estado, para acompanhar os gastos do governo, principalmente no que diz respeito a empréstimos.

Segundo Robert Rios, a Caixa Econômica Federal do Piauí se comporta e age como uma verdadeira organização criminosa, comentando que os deputados são eleitos para legislar e também para fiscalizar as contas do governo e, mais uma vez se referiu ao empréstimo feito pelo governo do Estado, no valor de 307 milhões, que segundo afirmou o dinheiro foi para uma conta vinculada, foi sacado pelo governo e este o colocou na conta única do Estado.

Em resposta, o líder do Governo na ALEPI, deputado Francisco Limma (PT) disse que a serenidade anda junto com a racionalidade e que é preciso calma de todos os parlamentares para tratar dos assuntos de interesse da população.“Tratar sobre finanças públicas sem conhecimento é muito perigoso. A reversão de fonte é uma situação normal na vida da população, imagina num Governo” – disse ele.

Lima disse mais o seguinte: “Nós temos uma obra que não pode ser paralisada e o Governo usa recursos de uma outra fonte para dar continuidade. Não há desvio de finalidade e nem de recursos nisso. Caracterizar isso como desvio de finalidade é no mínimo ser leviano ao tentar confundir a opinião pública”.

Fábio Novo faz balanço

O deputado Fábio Novo, líder do PT na Assembleia Legislativa, foi o primeiro orador na sessão plenária d última terça-feira (10), quando fez um balanço da sua gestão, de dois anos e nove meses, à frente da Secretaria de Estado da Cultura, para ele uma pasta com poucos recursos, num estado onde há outras prioridades. O deputdo lembrou que quando o governador Wellington Dias perguntou sobre qual seria o foco da gestão da então Fundação Cultural do Piauí, ele respondeu que seria a recuperação do que havia de patrimônio cultural.

Escola comemora seus 10 anos

A requerimento dos deputados João Mádison e Liziê Coelho, (MDB), a Assembleia Legislativa realizou na manhã da última terça-feira (10), para comemorar os 10 anos de fundação da “Escola do Legislativo Deputado Wilson Brandão”. A sessão foi aberta pelo presidente da Casa, deputado Themístocles Filho (MDB), que falou do desafio para fundar a escola, pois, no início, poucos acreditaram. “A reação foi o mesma de quando fomos criar a TV Assembleia, disse ele.

Troca de Hino

A Assembleia Legislativa substituiu uma gravação do Hino do Piauí que rodava nas sessões solenes, após críticas que fiz de que a melodia estava distorcida na voz do principal intérprete. Alguns deputados, como o cantor Francis Lopes, concordaram com as críticas. A escolha da nova gravação, que começou a ser rodada na sessão de entrega do título de cidadão a Luciano Magalhães, na manhã desta quarta-feira (11) foi feita pela diretora da TV Assembleia, Cristiane Sekeff.

O protesto de Flávio Dino

O governador Flávio Dino (PCdoB) criticou na última terça-feira (10) a decisão de uma juíza que o impediu, e a outros oito governadores, de visitar o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, vítima de prisão política na Superintendência da Polícia Federal em Curitiba; "Quanto mais tempo Lula ficar preso, mais ele vai virar símbolo no mundo inteiro. A barbárie da direita brasileira, similar à da África do Sul, está criando um novo MANDELA. E eles nem percebem isso", disse Dino pelo Twitter. (Fonte, portal brasil247)

Visita de governadores a Lula

Escreveu a pianista Carla Ramos, no facebook: Os governadores deveriam visitar a todos. O Palloci, o Leo Pinheiro e o Renato Duque”. Concordo com a pianista, mas é preciso convir que tal visita teve por objetivo mostrar que Lula tem força eleitoral no Nordeste. Curioso foi esses governadores (9) terem viajado a Curitiba sem ter certeza de que o detento poderia recebê-los. Por conta dessa visita e de outras viagens em apoio a Lula, o governador Wellington Dias foi criticado pela oposição, por ter completado uma semana ausente dos problemas que afligem o município de José de Freitas, depois que a barragem do Bezerro começou a vazar. 

BR faz mais uma vítima

A BR-135 (rodovia da morte) fez mais uma vítima fatal na noite do último dia dez. Trata-se do diretor do Sindicato dos Urbanitários do Piauí (Sintepi), José Afonso Aquino, de 57 anos. Ele dirigia uma Hilux que derrapou sobre a pista molhada. A morte foi causada por afogamento. Com o carro mergulhado em água ele não conseguiu desatar o cinto de segurança. A BR é considerada a mais perigosa no Estado e não se tem notícias de sobre sua recuperação.

Nova prisão

Considerado o político de maior prestígio junto aos sindicatos no Brasil, o ex-presidente Lula poderá ser transferido da prisão na sede da Polícia Federal, a pedido do Sindicato dos Delegados de Polícia Federal do Paraná, sob a alegação de que a invasão da região próxima do prédio, por centenas de pessoas ligadas a movimentos sociais e outras facções, por questões de segurança, foi determinado o bloqueio de acessos e demais medidas assecuratórias, causando graves inconvenientes e atrasos nos atendimentos e ações policiais. A nova prisão seria numa unidade das Forças Armadas.

O humor de cada dia

O cara chegou numa loja de discos querendo comprar um CD do Djavan que tivesse a música “Os Tenores do Deserto”. O vendedor estranhou, dizendo que o cantor não gravou nenhuma música com esse nome. O cliente insistiu e foi solicitado a cantar um trecho da música, pra ver se o vendedor se lembrava. Foi aí que o cara berrou: “o mar é um deserto e seus tenores”. A canção fala em “temores”. Por aí se vê o quanto a troca de apenas uma letra gera uma confusão.

Dê sua opinião: