5000onon

Privatização da Eletrobras aumentará tarifas de energia

O consumo de energia será a preocupação básica das famílias brasileiras neste ano de 2018, pois não existe mais de uma opção e os estudos indicam que a privatização da Eletrobras e de suas
subsidiárias, da forma como foi planejado pelo Palácio do Planalto vai encarecer em até 30% as tarifas. A previsão é de Emanuel Torres, presidente do Sindicato dos Eletricitários do Estado do Rio de Janeiro
e da Associação de Empregados da Eletrobras (Aeel)

Esse assunto ainda não está nas páginas da grande mídia nacional, mas é destaque no portal brasil247, onde Emanuel Torres diz textualmente: "Estamos estimando entre 20% e 30% de reajuste na tarifa, porque você vai descotizar a energia daquelas 14 usinas que a Eletrobras vende hoje na faixa de R$ 20 a R$ 30 o Megawatt/hora (Mw/h). Se o governo descotizar essas usinas, isso vai ser vendido no mercado a R$ 200 o mw/h".

De certa forma, a previsão do dirigente sindical merece crédito, por se tratar de pessoa que conhece o assunto. Além do mais, notícia sobre aumento de tarifas de energia nunca falha, O mais comum é o reajuste sair maior que o anunciado. Para quem vive de salário mínimo, com reajuste tão baixo como o mais recente, o caminho mais provável será o retorno à lamparina, isso se o preço do querosene também não disparar.

Previsão de Alkimin

O pré-candidato do PSDB à Presidência da República, o governador de São Paulo, Geraldo Alkimin, declarou que os dois líderes das pesquisas eleitorais, o ex-presidente Lula (PT) e o deputado federal Jair
Bolsonaro (PSC-RJ), “não têm chances” na disputa pelo Palácio do Planalto. Para Alckmin, as pesquisas refletem o passado e os números tendem a mudar no decorrer da campanha, que começa em agosto. Para o governador paulista os argumentos da eleição serão colocados ao longo da campanha, que só começa em agosto.

Amamentação em público

“O estabelecimento que proibir ou constranger o ato da amamentação em suas instalações está sujeito à multa” no Piauí, destaca o artigo segundo da Lei 7.085, de 28 de dezembro de 2017, sancionada pelo
governador Wellington Dias (PT), que está em vigor desde a data da publicação. Curioso é que as empresas que se preocupam com a exposição dos mamilos da mulher que amamenta não fazem restrição aos decotes exagerados daquelas que ainda não são mães.

Fundo de campanha

O grande espanto do orçamento para 2018, sancionado pelo presidente Temer, é a destinação de R$ 1,7 bilhão para o fundo criado para financiar as campanhas eleitorais com dinheiro público. Tal fundo será
abastecido, em parte, com 30% das emendas parlamentares de bancada – indicações de deputados e senadores de obras e serviços que deverão receber verbas do orçamento. Os candidatos dirão que o valor é pequeno, considerando-se o elevado número de partidos políticos.

Com quem está a verdade?

O deputado Pedro Fernandes (PTB-MA), disse na semana passada ter recebido e aceitado convite do presidente Temer para ser ministro do Trabalho, Depois afirmou, na última terça-feira (2) à TV Globo, que
não irá mais assumir a pasta, porque foi "vetado" pelo ex-presidente José Sarney (PMDB). Em entrevista ao colunista do G1 e da GloboNews Gerson Camarotti, Sarney negou que tenha vetado o nome de Pedro
Fernandes. “Não fui consultado e não vetei – disse ele. Como se explica o veto de um peemedebista a um parlamentar do PTB?

Arma branca

Alguém poderá dizer que a culpa foi da campanha do desarmamento, mas a verdade é que cresceu bastante o número de agressões com armas brancas em Teresina. Durante o reveillon deste ano aumentou em 30% o número de atendimentos no Hospital de Urgência (HUT) por armas brancas. De acordo com o hospital foram 30 atendimentos durante a noite da virada de 2017 para 2018. Ao todo foram 500 atendimentos e 134 cirurgias na entrada do Ano Novo realizadas pela unidade de saúde.

Corredores exclusivos


A população só vai entender as novas regras do sistema de transportes públicos de Teresina quando elas começarem a funcionar. Por enquanto, o que se sabe é que estão sendo construídos cinco corredores
exclusivos e segregados nas seguintes áreas da cidade: Corredor Sul I (compreende as Avenidas Barão de Gurguéia e Henry Wall de Carvalho), Corredor Sul II (nas Avenidas Miguel Rosa e Prefeito Wall Ferraz), o Corredor da Avenida Gil Martins, que irá ligar a Avenida Maranhão ao terminal do Itararé, o Corredor Leste (compreende as Avenidas Presidente Kennedy, João XXIII), Corredor Norte II (Avenidas Duque de
Caxias e Campos Sales e ainda as Ruas Magalhães Filho, Anísio de Abreu, Areolino de Abreu, Pernambuco e Coelho Rodrigues).

Multa para pedestre

Vem aí mais uma forma de extorsão contra o cidadão brasileiro. Trata-se da multa de trânsito para pedestres e ciclistas, que começa a valer no final de abril próximo. O pedestre que for flagrado andando
fora das áreas determinadas poderá pagar multa de R$ 44,19, enquanto o ciclista, flagrado da mesma forma, pagará uma mulata maior, R$ 130,16. Resta saber se haverá divulgação suficiente para essa nova medida. Uma coisa precisa ficar clara. O pedestre que cometer a infração só estará causando risco a ele mesmo. Difícil será definir o culpado, quando um ciclista atropelas um pedestre.

O humor da cada dia


Tem aquela do bêbado que subia uma ladeira com uma garrafa de cachaça
no bolso, quando, de repente, escorregou e saiu rolando ladeira
abaixo. Foi aí que ele sentiu algo escorrendo na perna, por debaixo da
calça. Preocupado com a possibilidade de ter perdido a bebida, ele
exclamou: “tomara que seja sangue”.

Dê sua opinião: