5000onon

Prestação de contas do Executivo à AL não é feita há três anos

Em matéria de prestação de contas o governador Wellington Dias tem sido alvo de fortes críticas da oposição, sendo notificado pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE) sobre uma auditoria que constatou irregularidades na prestação de contas da primeira parcela de um empréstimo junto à Caixa Econômica. Existe ainda uma prestação que não foi feita no atual mandato, a que o executivo sempre fez anualmente à Assembleia Legislativa.

Todas as vezes que ocupa a tribuna o deputado Robert Rios cobra essa prestação de contas, mas a bancada do governo não explica as razões pelas quais ela não é feita anualmente. O governo estaria apenas sendo relapso, ou estaria com dificuldades para justificar seus gastos? Medo de reprovação não é, pois a bancada governista é amplamente majoritária.

Sobre a prestação de contas do empréstimo junto à Caixa, o superintendente do Tesouro Estadual, Emílio Júnior, nega que o governo do Estado tenha praticado desvio de finalidade. Ele afirma que a Secretaria de Fazenda espera receber notificação do Tribunal de Contas do Estado, que divulgou relatório apontando supostas irregularidades na aplicação da primeira parcela da operação de crédito no valor de R$ 300 milhões.

Emílio afirma que a lei que trata do empréstimo foi cumprida. “A Secretaria de Fazenda não recebeu nenhuma notificação oficial do relatório. Soubemos pela mídia, mas a Sefaz só vai se pronunciar depois de receber o relatório e fazer a sua justificativa ao Tribunal. A prestação de contas enviada à Caixa atende o que diz a lei”, declarou ele em entrevista à TV Cidade Verde.

Faz sentido

Escreveu Jorge Machado, no fcebook: “O Dr. Odonias Leal, pré-candidato a Dep. Federal, reafirmou ao presidente do PRP-44, Laécio Borges, que em sendo eleito vai encaminhar um PEC- Projeto de EmendaConstitucional para acabar com a cobrança da água aos que ganham abaixo de um salário mínimo. Segundo ele, o artigo 5º que cita oo direitos fundamentais dos seres humanos, esqueceu da água, produto indispensável para a sobrevivência de homens e mulheres. E, de certa forma faz sentido, pois se o nosso corpo detém 65% de água, logo a água que DEUS manda através das chuvas, de graça, não pode ser cobrada”.

Epidemia

Escreveu José Amâncio, no facebook: “Tornou-se uma epidemia. As pessoas viajando deixam de apreciar a paisagem para teclarem aos celulares. Vendedores deixam de lado os clientes para priorizarem os aparelhos. Amigos nas mesas de bares deixam de papear para olharem os digitais. Crianças não brincam mais. Adolescentes não namoram mais. De mamando a caducando... Vivemos a Era Digital e se quer observamos as maravilhas da natureza como a bela neblina que cobriu boa parte de Teresina hoje  pelas primeiras horas da manhã.  

Dia do consumidor

Na próxima semana será realizada , atendendo requerimento do deputado Marden Menezes (PSDB), sessão solene em homenagem ao Dia do Consumidor.  Devem participar do evento representantes dos órgãos de defesa do consumidor, como: OAB-PI, Defensoria Pública, Ministério Público do Estado, Câmara dos Dirigentes Lojistas (CDL), Sindicato dos Lojistas do Piauí (Sindilojas), Delegacia do Consumidor e outros. Em 2017, houve a inauguração do Procon-Alepi, uma conquista da sociedade piauiense garantida através de lei aprovada pela Assembleia Legislativa, por iniciativa dos deputados Marden Menezes e Luciano Nunes (PSDB).

Desabafos

A reforma política foi defendida pelo deputado Zé Hamilton (PTB), ao falar no Seminário Pensar Piauí Prosperidade Agora, realizado pela Assembleia Legislativa na última quinta-feira. Ele disse que odesenvolvimento do Brasil e do Piauí depende de uma mudança no sistema político “que atualmente é um caos absoluto”. O deputado Dr. Pessoa afirmou que “nenhuma economia vai para a frente sem referência de cidadania e a política está cheia de bandidos em nosso país”.

Mais juízes

O presidente da Associação dos Magistrados do Piauí, juiz Tiago Brandão, pediu, ao participar do Seminário Pensar Piauí Prosperidade Agora, que a Assembleia Legislativa dê sua contribuição para que o Tribunal de Justiça do Estado agilize a apreciação dos processos. Dentre outras medidas, ele defendeu que as varas do TJE passem a contar com dois juízes.Tiago Brandão afirmou que, atualmente, as varas enfrentam dificuldades para dar celeridade aos processos quando contam com apenas um juiz.

Aulas no trânsito

A partir do próximo sábado haverá muita gente com a cara pra cima, querendo entender o novo sistema de transportes coletivos da capital. A STRANS promete colocar fiscais para orientar os passageiros. Serão usadas letras: T (troncais), A (alimentadores) e I (Interminais), para que possam ser identificados os tipos de linhas. Além das letras e dos números, as cores também ajudarão o passageiro a identificar as linhas. Tem gente querendo saber se a palavra “interminais”, pois nos dicionários só aparecem “intermináveis”.   

Orquestra Sinfônica

A criação da Orquestra Sinfônica de Teresina parece ter sido ontem, mas já são decorridos 25 anos. Um concerto realizado no Palácio da Música, na noite da última quinta-feira, marcou o início das comemorações. O prefeito Firmino Filho, o presidente da Fundação Monsenhor Chaves, Luís Carlos Alves, e demais autoridades, estiveram presentes. Disse o prefeito na ocasião: “A Orquestra Sinfônica de Teresina foi uma semente jogada em solo fértil e que se transformou num dos maiores diamantes da nossa cidade. Os integrantes são exemplo de compromisso, disciplina, dedicação e fazem da OST uma coisa viva, pulsante na capital. E desejo vida longa à Orquestra Sinfônica”.   

O humor de cada dia

Caipira lutava por uma aposentadoria, até que um dia resolveu constituir um advogado, com o qual passou a andar, quase que diariamente. Ele demonstrava prazer em pronunciar o nome do causídico,que se chamava Ignácio. Carregava a voz no “g”, fiel ao que viu escrito na procuração, até que um dia o advogado falou pra ele:

- Moço, não diga Ignácio. Eu já lhe falei várias vezes que a pronúncia é Inácio. O caipira se sentiu repreendido e reagiu:

- Mas não precisa você se zangar, seu Inorante.

Dê sua opinião: