5000onon

Paredões de som continuam incomodando

O humorista João Cláudio deve ter arrependimento de ter criado a Lei do Silêncio em Teresina, pois ela nunca foi respeitada. A própria Delegacia do Silêncio, em sua acurta existência, não conteve a
barulheira que os “paredões” de som espalharam na noite, tirando o sono das famílias. Atualmente, quem devia punir os donos dos“paredões” era a Delegacia do Silêncio, que só impôs ordem nos
primeiros dias de funcionamento.

Noticiou o portal cidadeverde.com, no dia 14 de agosto deste ano: ‘no primeiro final de semana de atuação, a recém-inaugurada Delegacia de Proteção ao Meio Ambiente realizou a apreensão de 16 ‘paredões’ de som em Teresina. Os veículos onde os equipamentos estavam instalados foram apreendidos e estão à disposição da Justiça, para a definição de multas a serem pagas pelos responsáveis dos ‘paredões’.

Não se sabe se as multas foram realmente aplicadas ou se os infratores foram perdoados. A verdade é que na zona sul, entre o Parque Piauí e o conjunto Saci o barulho continua. Na noite do último sábado o som dos paredões incomodavam a população em plena madrugada (03 horas). O som é tão forte que toca no Parque e incomoda quem mora no Saci. E quem mora próximo, como suporta?

A notícia publica pelo portal cidadeverde.com encerava com este tópico: “a Delegacia, que funciona junto ao Núcleo de Educação Ambiental,  é localizada ao lado da Nova Potycabana e pode ser acionada através do telefone 3230-2025”. Espera-se que o telefone ainda seja o mesmo.

A vigilância do Chico

O portal brasil247 publicou com destaque, no último domingo, texto do deputado Chico Vigilante, no qual ele deseja vida longa para o ex-presidente Lula. Leiam:"Desesperados com a resiliência de Lula, com
sua fenomenal liderança popular, com sua coragem e nobreza política, é só isso que eles querem, que Lula morra. Por isso, Lula deve viver", defende o deputado Chico Vigilante (PT-DF), em artigo; "Viver para
resgatar o País das mãos dessa quadrilha que está doando o patrimônio do povo para estrangeiros. Viver para ganhar as eleições de 2018 e anular todas essas reformas que estão destruindo a economia e
retirando direitos dos trabalhadores e trabalhadoras do Brasil".

Deboche com Huck

Em sua última edição a revista Veja trás algumas notícias que parecem mais deboche contra a candidatura a presidente do apresentador Luciano Huck. Numa delas o apresentador aparece com uma sugestão de troca do Enem pelo Soletrando. Em outra, a própria TV Globo ameaça dispensar Huck, caso ele seja mesmo candidato. Por fim, o senador Aécio Neves afirma que candidatura de Huck significaria a falência da política brasileira.

Crise na praia

Sob o título “crise na praia”, o humorista Deusdeth Nunes escreveu sete estrofes de cordel no facebook. Destaco esta, para deleite dos leitores: “Os donos dos restaurantes/reclamam da quebradeira/pois uma
praia sem banhistas/é "Um Prego na Chuteira"/se esta falta de dinheiro/o povo a chama de liseira”.

Em defesa do apresentador

 Escreveu o humorista Albert Piauhy, sobre o apresentador da TV Globo, William Waack no facebook: “William Waack não é chato, não é de direita, não é racista. É um grande jornalista. Todo mundo sabe disso.
Até os canalhas que não gostam dele sabem. O jornalismo brasileiro, sem ele na Globo, ficará mais pobre. Lembro que o Lula chamou as deputadas da base aliada de mulheres do grelo duro. Mesmo assim,
continua sendo o queridinho da esquerda”.

Cidadania

O governador do Maranhão, Flávio Dino, recebeu dupla homenagem na Assembleia Legislativa na manhã de hoje (13), a Cidadania Piauiense e a Medalha do Mérito Renascença. Foi uma solenidade bastante movimentada, com autoridades dos dois Estados, em que falaram apenas o homenageado, o governador Wellington Dias e o presidente da Assembleia, deputado Themístocles Filho. Flávio Dino falou sobre as
dificuldades vividas pelo Nordeste,Wellington Dias disse da união entre Piauí e Maranhão, enquanto Themístocles discorreu longamente sobre a vida pública do homenageado. Em declarações à imprensa, Flávio Dino confirmou sua candidatura à reeleição

Marcelo deixa sessão

O deputado federal Marcelo Castro não ficou até o final da sessão da Assembleia que homenageou o governador Flávio Dino. Ele fez parte da Mesa mas se ausentou antes do discurso do governador Wellington Dias. O deputado não teve nenhum mal estar, pois ao deixar o plenário concedeu entrevista. Já o seu colega Júlio César perdeu o início da sessão, mas permaneceu até o final. Foi como se um fosse substituto do outro.

Agiotagem?

Usando o tempo de dois minutos, o deputado Robert Rios (PDT) disse ter tomado um susto ao ter acesso à mídia e constatado que o governador Wellington Dias pretende encaminhar à Assembleia um Projeto de Lei que lhe dará poderes para contrair empréstimos sem autorização do Legislativo. Ele disse que o projeto autoriza o governador a contrair empréstimo a instituições não financeiras, que para é o agiota. O
deputado pediu ao presidente Themístocles Filho que não aceite o projeto, pois ele representa uma humilhação ao próprio Poder. Os deputados João de Deus e Cícero Magalhães defenderam o governo.

O humor de cada dia

Comerciário resolveu aplicar o dinheiro que recebera da dispensa no trabalho em uma oficina de fabricar carimbos. Montou os equipamentos e escreveu na parede a palavra “carimbos”. Na véspera da inauguração um pichador passou por lá e colocou um acento agudo no ó. O dono do estabelecimento sai de casa para atender a primeira leva de clientes, mas o que encontrou foi uma porção de gente querendo comprar discos do cantor Pinduca.

Dê sua opinião: