5000onon

Mudar para prejudicar, eis o lema da STRANS

Resultado de imagem para onibus teresina 
 Foto: Reprodução

Os ônibus da zona sul que fazem linha para o shopping trafegavam por um trecho da Barão de Gurgueia, compreendendo do balão da Tabuleta à Avenida Gil Martins. Com a Integração eles passaram a trafegar pela via que vai de Timon à Miguel Rosa, passando por baixo do viaduto.

Não se justifica a mudança de percurso, pois o novo trajeto não tem passageiros. Além do viaduto só existem a sede da Justiça Federal e duas lojas de venda de automóveis e motocicletas. Já o trecho da Barão
que ficou sem os ônibus do shopping possui dezenas de lojas de peças, um conjunto habitacional (Dom Avelar Brandão Vilela) e dois supermercados, um antes e outro depois da Gil Martins.

Essa é apenas uma das mudanças que vieram para prejudicar. Até o fechamento dos retornos, que está infernizando a vida dos donos de automóveis, prejudica também o transporte de passageiros. Os ônibus
que vão do terminal do Parque Piauí, passando por dentro do conjunto Saci, também não podem dobrar à esquerda. Eles seguem até o final do Parentão, aí sobem, fazendo um quadrado para descerem, tornando a viagem mais demorada.

O primeiro dia útil de funcionamento da Integração mostrou erros graves da STRANS na adoção do novo sistema. Os usuários de ônibus demonstraram indignação com a falta de ônibus dos terminais para seus locais de trabalho, enquanto os fiscais orientadores não conseguiam satisfazer os passageiros, pois o que tinham a oferecer era apenas informações, quando a carência era de veículos.

Governador bom de papo

Se para se livrar de acusações um governante precisasse apenas dar explicações verbais, o governador Wellington Dias estaria livre de qualquer condenação da Justiça. Ele tem o poder do convencimento. Só
que a oposição, que também sabe se expressar, vai além da palavra. Está cheia de documentos. Daqui pra frente tudo vai depender da Justiça, que avalia documentos, e não discursos. O fato é que nunca na
história do Piauí um empréstimo junto a instituição financeira como a Caixa Econômica foi tão questionado.

Contradição

A nota da Prefeitura sobre o atropelamento fatal de um mecânico por um ônibus da Integração é contraditória. Diz que o acidente não tem ligação direta com o novo sistema de transportes coletivos, mas diz
também que o prefeito vai aguardar o resultado da perícia. Não há mais o que aguardar, pois já foi feita a afirmação. Quem tem que aguardar é a população, para saber se a verdade estará com a Prefeitura ou com a perícia. Nesses casos a ética manda que se aguarde em silêncio.

Ponte metálica


Como se já não bastassem os problemas de trânsito criados com a integração dos ônibus em Teresina, surgem agora engarrafamentos por conta de mudanças no tráfego sobre a ponte metálica João Luís
Ferreira. O curioso nisso é que a administração da ponte compete ao município de Timon, enquanto os problemas recaem sobre os teresinenses. O correto seria as duas gestões municipais buscarem uma
solução viável em conjunto. Afinal, temos mais duas pontes, a da Amizade, no centro, e a Mário Andreaza, na zona sul.

JVC prepara campanha

O anúncio de filiação do ex-senador João Vicente Claudino no PTB, divulgado no facebook para o dia seis de abril deixa bem claro que ele é candidato ao governo. Ele próprio faz o convite, de viva voz, com
clara empolgação. Se existe uma candidatura que ameaça a reeleição do governador Wellington Dias, com certeza é essa de JVC. Ele tem a vantagem de nunca ter sido citado em escândalos. Exerceu seu mandato com equilíbrio e não se mostra preso a esse ou aquele esquema.

Lula colhe o que plantou

O ex-presidente Lula passou grande parte de sua vida dividindo a sociedade, fazendo discurso para os pobres e atacando a classe média, os ricos, os brancos de olhos azuis, a elite, enfim. Porém, nunca
tinha sofrido reação desses setores. Agora, que não passa de um “ex”, condenado pela Justiça, teve que fugir de helicóptero no Rio Grande do Sul, por causa de pressão de produtores e trabalhadores do campo, que fizeram uma manifestação usando tratores e caminhões, entoando refrões como “Lula, ladrão, seu lugar é na prisão”. Pregou divisão? Então colha os resultados.

Cidadania

A Assembleia entregou hoje (20) o título de cidadão piauiense a Leôncio Gomide, natural de Itaúna, Minas Gerais. O deputado Antônio Félix foi o autor da homenagem.

O homenageado, aos 15 anos foi contratado para administrar uma empresa da região de Itaúna, de propriedade do empresário Ari Carvalho. Depois, foi trabalhar em Belo Horizonte, onde exerceu a função de
Fiscal de Transporte Coletivo na Viação Barreiro S.A. Ele chegou ao Piauí em setembro de 1971. No governo Alberto Silva entrou para a Secretaria de Fazenda, onde exerceu, por 43 anos, a função de auditor
fiscal auxiliar.

Reunião com secretários

O governador Wellington Dias reconhece o impacto que as denúncias da oposição sobre a prestação de contas de um empréstimo junto à Caixa Econômica vem causando junto à opinião pública, ao convocar os secretários e a base parlamentar para uma reunião em que o objetivo principal é a unificação do discurso de defesa. O governador fará também uma avaliação sobre a saída de pelo menos 15 secretários para disputar a eleição. A reunião será nesta terça-feira (20), no Palácio de Karnak. Não será no Coco Bambu.

O humor de cada dia

Um padre fazia uma desobriga em atrasada comunidade do interior,
chegando a confessar vários moradores. No último dia da desobriga ele
se aproxima de um caipira e começa a falar sobre a força das orações.
Perguntou se ele queria se confessar, mas recebeu a resposta não. Para
não sair sem conhecer a crença do matuto o padre perguntou:

- Você acredita em oração?

- O maturo responde: não senhor, seu vigário!

- Mas porque não acredita, indagou o padre.

- Porque horas são e horas num são.


Dê sua opinião: