5000onon

Mais um morto na calçada de casa

O hábito salutar e tradicional das pessoas se sentarem na porta de casa, para um “papo” com o vizinho ou simplesmente para desfrutar o vento do fim de tarde ou da noite, está desaparecendo, depois de
vários assaltos ou simples assassinatos praticados sem motivos aparentes.

O assassinato mais recente foi praticado na tarde da última terça-feira (19), no bairro Buenos Aires, contra um senhor identificado como Cícero LuÍs Ferreira da Silva, de 48 anos. Ele era
uma pessoa simples e pobre, e tinha acabado de realizar uma capina. Uma enxada foi encontrada ao lado do corpo. Ele fazia capinas também para os vizinhos, a fim de ganhar um “trocado”.

Eram dois os autores do covarde assassinato, e andavam em uma motocicleta. Efetuaram os disparos e fugiram. A polícia está em diligência na busca pelos suspeitos. Como em outros casos, esse crime
logo cairá no esquecimento. Quem era Cícero Luís Ferreira para merecer um acompanhamento mais atento por parte dos meios de comunicação? Um simples coitado.

Para evitar que pessoas bem intencionadas continuem se sentando nas portas de casa só falta uma campanha do poder público, com o aquela que pede para as pessoas não reagirem a assaltos. Isso é tudo o que os bandidos esperavam, como a campanha do desarmamento, que desarmou somente os cidadãos de bem.

Maluf estava esquecido

Com tantas prisões de figuras importantes da política, como Sérgio Cabral e Eduardo Cunha, ninguém se lembrava mais do deputado federal Paulo Maluf. Mas o ministro Edson Fachin manteve decisão da 1ª Turma do Supremo Tribunal Federal, que condenou o deputado a sete anos, nove meses e dez dias de prisão, em regime inicial fechado, por lavagem de dinheiro. Mas a pena de Maluf é fichinha, comparada ao somatório das penas aplicadas contra Sérgio Cabral, que precisaria viver mais 87 anos pela frente, para cumprir suas penas.

Corredores de ônibus

Os chamados corredores de ônibus de Teresina não serão entregues de uma só vez. É tanto luxo nas novas paradas que algumas já estão sendo reformadas sem nunca terem funcionado. O mais curioso é que o número de pessoas numa das velhas paradas nunca foi superior a dez. Mas as paradas novas têm capacidade para 150. O deputado João de Deus fez uma observação curiosa: a parada de ônibus não precisa oferecer tanto conforto, pois mais importante é o ônibus não demorar muito.

Ficou feio

Ficou feio para a Polícia. Dois policiais militares foram presos, suspeitos de não preservarem o local do crime e de terem ajudado no sumiço do dinheiro do assalto ao Banco do Nordeste, realizado no
último dia 19. Segundo levantamento do BNB e do Greco (Grupo de Repressão ao Crime Organizado) aproximadamente R$ 300 mil desapareceram após o assalto à agência na avenida João XXIII, zona
Leste de Teresina. O assalto foi seguido de sequestro da gerente e seus familiares.

A Corregedoria da PM abriu processo para investigar o caso. A acusação contra os policiais é de que eles não preservaram o local do crime, uma medida básica da PM.

Condução coercitiva

Escreveu no facebook o jornalista José Olímpio, sob o título acima: “No apagar das luzes do ano judiciário, atendendo a pedido do PT e da OAB, o ministro Gilmar Mendes proíbe a condução coercitiva de
envolvidos na Lava Jato. A esquerda vai santificá-lo agora”? A indagação do jornalista faz sentido, pois sem a condução coercitiva muitos envolvidos em corrupção vão zombar dos juízes. Seria mais justo
manter a condução coercitiva e punir a autoridade que abusar. Como sempre, é a Lava Jato que acaba pagando o pato.

Opinião sobre Maluf

Escreveu Afonso Teles Coutinho, no facebook: “Assim é a justiça brasileira, tão morosa que se torna ineficaz. Paulo Salim Maluf perpetrou esses crimes entre 1993 e 1996 quando era prefeito de São
Paulo e o processo vem se arrastando há duas décadas. Mesmo com a condenação em última instância no STF, tenho dúvidas se ela será concretizada na prática. Ele já é condenado no exterior e está na
lista de procurados na Interpol, mas o Brasil não concede extradição a brasileiros, até nisso bandidos são protegidos”.

Temer insiste em reforma

O presidente Temer não conseguiu votos para aprovar a reforma da Previdência neste ano de 2017, mas já garantiu que jamais vai desistir da ideia. Ele disse textualmente numa reunião para liberar recursos
para o programa Saneamento para todos: “Desenterramos várias reformas. A reforma da Previdência não foi preciso desenterrar, porque ela estava sempre à mostra, sempre na superfície. Quero aproveitar a presença de deputados federais para dizer que jamais vamos desistir da Previdência”.

Crise dos mais ricos

O Piauí não está entre os Estados que deixam de pagar o 13º salário nesta quarta-feira (20). Levantamento feito pela Folha de São Paulo relaciona o Rio de Janeiro, Minas Gerais, Rio Grande do Sul e Rio
Grande do Norte. O total de servidores prejudicados é elevado. No Piauí o governo andou se queixando de dificuldades, a oposição fez previsões sombrias, mas tudo foi garantido. O 13º salário é o recurso
aguardado pelos trabalhadores o ano inteiro.

O humor de cada dia

Um mecânico está desmontando o cabeçote de uma moto, quando ele vê na oficina um cirurgião cardiologista muito conhecido. Ele está olhando o mecânico trabalhar.
O mecânico pára e pergunta: - Hei, doutor, posso lhe fazer uma pergunta? O cirurgião, um tanto surpreso, concorda e vai até a moto na qual o mecânico está trabalhando.
O mecânico se levanta e começa: - Doutor, olhe este motor. Eu abro seu coração, tiro válvulas, conserto-as, ponho-as de volta e fecho novamente, e, quando termino, ele volta a trabalhar como se fosse novo.
Como é então que eu ganho tão pouco e o senhor tanto, quando nosso trabalho é praticamente o mesmo? O cirurgião dá um sorriso, se inclina e fala baixinho ao mecânico: - Tente fazer isso com o motor funcionando!

Dê sua opinião: