5000onon

Justiça esperou Maluf envelhecer para poder prendê-lo

A Justiça teve todo o tempo do mundo para prender Paulo Maluf, mas achou de fazer isso quando ele já não tinha condição física para entrar sozinho na viatura. Por causa do estado deplorável do
condenado, que segundo a defesa estaria com câncer, problema cardíaco e hérnia, "Levado a cabo o recambiamento, fica desde logo determinada a alocação do sentenciado no Bloco V, ala B, do Centro de Detenção Provisória, destinado aos presos idosos, na medida em que o reeducando claramente preenche os requisitos para tanto", diz a decisão do juiz Bruno Aielo Macacari.

Ainda em sua decisão, o juiz de plantão afirmou que a direção do CDP deve informar em 48 horas se tem condições de prestar a assistência médica de que necessita o sentenciado, ainda que com recurso à rede pública de saúde. Pede ainda que seja feita uma nova perícia do Instituto Médico Legal e que os autos sejam encaminhados ao Ministério Público.

Enquanto Paulo Maluf requer cuidados especiais, o ex-presidente Lula acaba de declarar que está com “tesão” de quem tem 20 anos de idade, o que significa dizer que vindo a ser preso necessitará mais de visitas íntimas do que de cuidados médicos. Uma coisa não se pode negar: Lula tem uma resistência física de ferro. Se vier a ser preso entrará na viatura de cabeça. Ele é 14 anos mais novo que Maluf, que já completou 86 anos. Lula tem 72.

O advogado de Maluf, Antônio Carlos de Almeida Castro,  considerou positiva a decisão de levar seu cliente para o bloco V, que tem condições razoáveis e é melhor do que o sistema prisional de São
Paulo. “Como ele está condenado, não poderia ir para a PF de SP. Ele estará bem alojado, até a definição da prisão domiciliar", disse o
advogado.

Habitação em Picos

A deputada Belê Medeiros (PP) afirmou da tribuna que a Prefeitura de Picos estria inaugurando, no último dia 20, um conjunto habitacional com 500 casas, as quais foram construídas ainda na época em que o
prefeito da cidade era Gil Paraibano, cujo mandato terminou em 2012. O ex-prefeito é tio da parlamentar e ela foi uma das suas principais assessoras. “Meu tio deixou as casas prontas quando terminou o seu
mandato. Foram precisos cinco anos apenas para que fosse providenciada a instalação da água e da energia – ressaltou a deputada.

Sábados sem aulas

O líder do Governo na Assembleia, deputado João de Deus, esclareceu que a matéria de autoria do deputado João Madson, que proíbe a realização de aulas aos sábados na rede privada de ensino do Piauí
ainda não passou pelas comissões da Casa e seu debate continuará em 2018. O projeto surgiu após o debate levantado pelo juiz federal Márcio Braga Magalhães, que lançou uma petição online pedindo o fim
das aulas aos sábados nas escolas do Piauí. O magistrado entende que há carga horária excessiva para crianças e adolescentes, que ficam sem tempo para o lazer.

Agradecimento

Usando o tempo de dois minutos, na sessão da última quarta-feira, o deputado José Hamilton reconhecimento o trabalho realizado pelos deputados federais Paes Landim e Júlio, os quais travaram uma
verdadeira batalha em defesa da universidade do Delta do Parnaíba. Ele disse também que já existem dotações orçamentárias para 2018 e que foi uma grande vitória do Piauí e da região Norte do Estado. “Eu acho que aqui, todos, deputada Juliana, deputado Hélio, todos nós estamos satisfeitos e felizes com esse acontecimento”, observou.

Proteção à mulher

O Projeto de Lei do deputado Rubem Martins, que cria o Fundo de Enfrentamento à Violência Contra a Mulher foi aprovado na reunião da Comissão de Constituição e Justiça da última terça-feira (19). O
relator foi o deputado Edson Ferreira. Ele justificou que o projeto tem todos os termos de condições para a aplicação dos recursos arrecadados, com o objetivo de financiar programas de mecanismo de
proteção à mulher. A proposição busca combater e prevenir os vários tipos de violência contra as mulheres, como, por exemplo, os casos de estupros coletivos que aconteceram recentemente. “Na proposição não existe violação aos princípios constitucionais e verificados os aspectos constitucionais e legais e da boa técnica, manifesto-me pela aprovação da matéria”, esclareceu o relator.

Mercado em Esperantina

O deputado Robert Rios anunciou a inauguração do mercado municipal da cidade de Esperantina, prevista para sexta-feira (22), ao tempo em que pediu que sejam lembrados os parlamentares que destinam emendas para obras. Em Esperantina, a obra do mercado municipal, orçada em mais de R$ 3 milhões de reais, foi executada com recursos oriundos de uma emenda parlamentar do ex-deputado federal Marllos Sampaio, lembrou o deputado..

Educação física

A Assembleia aprovou, por unanimidade, o projeto de autoria do deputado Marden Menezes que torna exclusiva e obrigatória a contratação de profissional graduado em educação física e registrado
no Conselho Regional de Educação Física para ministrar aulas de educação física nas escolas públicas e privadas do Piauí. O projeto segue agora para sanção do governador Wellington Dias. Marden comemorou a aprovação do projeto e chamou a atenção para os benefícios de se ter orientação de um profissional habilitado nas escolas do estado. “Esse é um avanço para centenas de milhares e jovens que estão lutando pelo seu diploma de educador físico – salientou.

Roberto Carlos

Escreveu Octávio César, no facebook “Vi, com grande tristeza, inúmeras postagens contra o especial de Natal do ROBERTO CARLOS. Trata-se de uma TRADIÇAO e RC é um ícone da música brasileira, gostemos ou não. Os comentários maldosos traziam um forte preconceito contra a Terceira Idade e seus autores esqueceram de pensar em seus pais”. A observação de Octávio é pertinente, pois o Roberto Carlos nunca desfigurou seu estilo, mantendo-se fiel aos seus seguidores.

O humor de cada dia


Delegado interrogando dois presos

Delegado:-Qual a sua profissão?
Primeiro preso: - Não tenho profissão, não senhor.
Delegado:-E a sua?
Segundo preso-Sou aprendiz dele...
Delegado:- O que o senhor faz na vida?
Primeiro preso: -Nada não senhor.
Delegado:- E o senhor?
Segundo preso:- Eu "ajudo ele".
Delegado:- Onde mora o senhor?
Primeiro preso:- não tenho casa não, senhor.
Delegado:- e o senhor?
Segundo preso:- sou vizinho dele.

Dê sua opinião: