5000onon

Ironias sobre os políticos na Internet

Selecionei algumas ironias do facebook, para que os leitores não afeitos à internet saibam como são tratados os políticos nas redes sociais. Começo com esta, indiretamente sobre o candidato Bolsonaro: “Vendo cristão defender o uso de armas, fiquei na dúvida: é “armai-vos uns aos outros” ou é “amai-vos”?

Sobre Eduardo Suplicy, o texto que segue aparece numa foto em que ele está de camiseta: “Devido ao incêndio no Museu, Suplicy passa a ser a múmia mais antiga do Brasil. Sobre as ideias do candidato Bolsonaro, publicaram desenho de um homem com os testículos presos a uma máquina, com a seguinte inscrição:

“Castramento para estupradores feito no SUS depois que o Bolsonaro for eleito... Também sobre Bolsonaro este aviso é constante: “É bom JAIR acostumando.

Sobre o ex-presidente Lula saiu este anúncio: “Estou lançando o nome de Lula para secretário - geral da ONU. Ele vai ficar onde está, mas pode dirigir a ONU de lá mesmo”. Também sobre Lula publicaram este aviso: “Paraná: amo meu Estado. Aqui tem Sérgio Moro, ostra no Litoral e agora estamos criando lula em cativeiro”.

Postais de Teresina

Publicou o jornalista Zózimo Tavares, no facebook: “Quando fui secretário municipal de Comunicação (1993-1999), nas gestões dos prefeitos Wall Ferraz, Francisco Gerardo e Firmino Filho, apesar do orçamento apertado, não me limitei a divulgar os atos da administração. Lancei um olhar também sobre a cidade. Encomendei ao fotógrafo Aureliano Müller uma série de postais de Teresina. Aí estão a Avenida Frei Serafim (visão panorâmica noturna), a Avenida João XXIII, a Casa da Cultura de Teresina, o Palácio da Cidade e o Encontro dos Rios, em registros da época”

Álvaro Dias e a mídia

Apenas os jornais impressos deram destaque à visita do candidato a presidente Álvaro Dias a Teresina. Os portais quase não disseram nada.

Ele foi o primeiro presidenciável ao pleito deste ano a visitar a nossa capital. Sua mensagem foi mais de ataque aos adversários Lula e Bolsonaro. O primeiro ele comparou com Fernandinho Beiramar e Marcola e o segundo foi chamado de farsa. Álvaro cumpriu sua agenda em Teresina ao lado do candidato a governador Elmano Ferrer.

Mania sobre armas

A disseminação da ideia armamentista do candidato a presidente Jair Bolsonaro não leva em conta dois pontos: 1 - o cidadão armado, com porte legal, teria condições de enfrentar bandidos com armas de maior calibre? 2 - quem assumiria a responsabilidade por acidentes com armas entre as famílias? É preciso considerar ainda que a polícia é insuficiente para enfrentar o banditismo e que em face disso as pessoas poderiam fazer justiça com as próprias mãos.

Nota sobre pesquisa

O IBOPE teve que publicar uma nota explicando a retirada do nome do ex-presidente Lula de sua mais recente pesquisa. Parece até que a explicação é uma satisfação ao PT, que está perdendo tempo para trabalhar o nome de Fernando Haddad por conta da teimosia do ex-presidente em continuar recorrendo das decisões da Justiça sobre sua candidatura. Espera-se que a ONU não tenha também que publicar uma nota justificando seus pedidos em favor de Lula.

Quebra de sigilo

Noticiou o portalaz, citando como fonte a revista Isto É: “O Ministério Público de Minas Gerais pediu a quebra do sigilo das empresas e influenciadores digitais que teriam sido pagos para elogiarem alguns petistas e o governador Wellington Dias, no Twitter.

Uma das empresas é a Follow, criada pelo deputado federal Miguel Corrêa (PT-MG), que subcontratou as agências BeConnect e Lajoy para prestarem serviços ao PT fazendo o monitoramento de redes sociais e que teriam contratado os influenciadores para tecerem elogios ao petista piauiense”.

Moto Rural

Citando o município de Cocal como exemplo de perseguição ao trabalhador rural que usa motocicleta, uma vez que o mesmo tem seu veículo apreendido pela polícia e até pelo Ministério Público, o deputado Robert Rios (DEM) prometeu da tribuna criar um projeto de lei isentando o motoqueiro rural do pagamento de IPI, IPVA e ICMS, quando chegar ao Senado. Durante seu pronunciamento o deputado citou vários exemplos de trabalhadores rurais que hoje utilizam a motocicleta até para ir ao roçado, para levar o filho ao colégio e para comprar medicamentos na cidade, o que ele faz à noite, para não ter seu veículo apreendido.

“Capacetação”

A propósito do projeto de lei que o deputado Robert Rios prometeu apresentar, caso se eleja senador, criando a moto rural com a dispensa de IPI, IPVA e ICMS, espera-se que não haja dispensa também do capacete. O ideal seria o governo bancar a “capacetação” (não é capacitação) do motoqueiro rural, para evitar mortes em acidentes. Espera-se que a indústria invente um capacete que possa servir também de chapéu.

O humor de cada dia

Um dia, um monte de políticos ia viajando num ônibus, quando. de repente, o ônibus capota pro lado, e era muito político morto. Depois de um tempo a policia chega ao local do acidente e o delegado pergunta ao fazendeiro que viu tudo o que aconteceu:

– Meu amigo, cadê os corpos dos políticos?

– Eu os enterrei todos!

O delegado já meio assustado pergunta:

– E não tinha nenhum vivo?

o fazendeiro fala:

– Uns diziam que estavam vivos, mais o senhor sabe como é político, mentiroso pra caramba!

Dê sua opinião: