5000onon

Governo não acreditava na força dos caminhoneiros

Caminhoneiros seguem com manifestações em rodovias neste sábado   
 Foto: Reprodução

O governo não esperava que os caminhoneiros fossem capazes de responder com tanta precisão aos recentes reajustes dos combustíveis. Estava acostumado com manifestações do MST e do Partido dos Trabalhadores e por isso permitiu que a Petrobras se tornasse tão poderosa.

A própria Petrobras não avaliou que os combustíveis são transportados para os postos e que sem os caminhoneiros não é possível abastecê-los. O poderio do presidente da Petrobras, Pedro Parente, só intimida o presidente Temer. No senado ele foi impiedosamente atacado e aconselhado a se demitir do cargo.

Sem cor partidária ou ideológica, o movimento dos caminhoneiros só tem um pecado, que é a interdição das rodovias e avenidas nos grandes centros urbanos. Isso fez com que a Justiça determinasse a liberação de boa parte dos bloqueios e levasse muita gente a reprovar a paralisação.

No mais, os caminhoneiros têm a aprovação da sociedade brasileira que, apesar de ameaçada pela falta de gêneros alimentícios, prefere colocar a culpa no governo federal, que adota medidas prejudiciais aos Estados, que sofrerão queda em sua arrecadação. A tendência do movimento dos caminhoneiros é se esvaziar, mas os prejuízos causados são insuperáveis.

Cidadania piauiense

O carnavalesco Milton Cunha recebeu o título de cidadão piauiense na manhã de ontem (24), por proposição da deputada Flora Izabel (PT). A solenidade contou com a presença de deputados, da coordenadora do Grupo Anjos, Safira Bengell, e do presidente da Associação Piauiense de Combate a LGBTfobia, André Santos. Em sua fala, a deputado Flora Izabel disse que a solenidade era uma forma de gratidão e reconhecimento pelo que o carnavalesco fez pelo Piauí ao colocar a Serra da Capivara, berço do homem americano, em evidência no carnaval  do Rio de Janeiro, no ano de 1996, na escola Beija Flor de Nilópolis.

Limma defende o governo

O líder do Governo, deputado Francisco Limma (PT) lamentou que a oposição só destaque indicadores negativos sobre o Piauí. Ele disse que o Governo do Estado não pode ser responsabilizado sobre os reajustes no preço dos combustíveis, pois essa é uma política adotada pelo Governo Federal. “Em abril de 2016 a gasolina estava a R$ 2,80 e hoje está chegando aos R$ 5”, frisou. Segundo ele, a gestão de

Wellington Dias não pode responder sobre a greve dos caminhoneiros por causa do preço do diesel. “A culpa é da política adotada pelo governo da traição e isso não pode cair no colo do governo”, frisou.

Lista de taxas do Detran

O deputado Rubem Martins (PSB) apresentou requerimento verbal pedindo ao Departamento Estadual de Trânsito (Detran) a lista de todas as taxas, com os respectivos valores, cobradas pelo órgão. Ele disse que a intenção é fazer um comparativo com os Detrans de outros estados e provar que o piauiense paga os maiores valores do País. “Para se ter uma ideia, recentemente apenas dois estados, o Piauí e Goiás, cobravam a taxa da CNH Digital, sendo que em Goiás a taxa era de apenas R$ 10, um valor simbólico, enquanto no Piauí a taxa chegava a R$ 210. Houve uma reação muito grande da população e dos deputados da oposição, obrigando o governo a voltar atrás e suspender a cobrança”, disse ele

Taxistas apóiam caminhoneiros

O movimento dos caminhoneiros em Teresina ganhou a adesão de taxistas e motoristas do Uber. Pela primeira vez eles se uniram em torno de uma mesma causa. Segundo informou o líder do movimento, Edvan Ferreira, cerca de 100 motoristas de taxi e do Uber apóiam a paralisação no balão da Tabuleta. Ele explicou que a manifestação é pacífica e não tem conotação político-partidária. Os taxistas justificam seu apoio à paralisação dos caminhoneiros no fato de que eles também são vítimas dos constantes reajustes dos combustíveis

Teresina sem pardais?

Uma pessoa me disse que não há mais pardais em Teresina. Fiquei surpreso, mas percebi logo que pelo menos no bairro onde moro, o Saci, não se vê mais nenhum dos alegres bichinhos que voavam aos bandos. Não sei se o leitor sabe quem foi que trouxe os pardais para Teresina, mas eu informo: foi Chagas Rodrigues, quando era deputado federal. Ele me disse que trouxe um casal, de Brasília, e que logo houve a multiplicação. Vou prestar atenção nos locais onde havia muitos pardais. Se for verdade que eles não existem mais, procurarei um estudioso para explicar o fenômeno.

W. Dias, o atleta

Engana-se quem pensa que o governador Wellington Dias fica estressado com os problemas que enfrenta, de falta de recursos para executar seus programas e os ataques freqüentes da oposição. Ele tem o violão como companheiro e pratica seu esporte predileto, o futebol. Só que, na última quinta-feira (24) ele se machucou, tendo que suspender suas agendas fora de Teresina.

A assessoria de comunicação do Palácio de Karnak  afirma que a agenda em Teresina será mantida. Na tarde desta sexta-feira (25), o governador fará novos exames para avaliar a situação do ombro machucado. A suspensão das viagens ocorreu por determinação médica.

Escassez de ônibus

A redução na frota de ônibus em Teresina acontece no exato momento em que o número de passageiros pode aumentar, uma vez que os veículos particulares param de circular por falta de combustíveis. Com taxistas apoiando os caminhoneiros, inclusive os motoristas do Uber, a única opção passa ser os ônibus. De acordo com a assessoria de comunicação do Sindicato das Empresas de Transportes Urbanos de Passageiros de Teresina (Setut), a circulação dos ônibus será reduzida nos horários das 09h às 11h e de 14h às 16h. A medida é necessária para evitar que o transporte público pare de circular de vez na capital nos próximos dias.

O humor de cada dia

O cara vivia de bar em bar, freqüentava prostíbulos, sempre exibindo seu carrão de luxo, geralmente acompanhado de mulheres, e toda vez que alguém perguntava se ele não tinha medo de ser descoberto pela esposa a resposta era uma só: “eu sou casado com uma santa”. O tempo foi passando, até que começaram esvaziar os pneus do carão. No início ele suspeitou de alguns concorrentes na disputa pelas mulheres, mas teve que tomar uma medida drástica. Mandou encher os pneus do carro com um gás venenoso. Na primeira noite ele percebeu que havia uma multidão em volta de seu carro e já foi pensando: “matei o desgraçado”. Só que, ao se aproximar do veículo foi surpreendido. A “santa” estava morta no chão, com um palito de fósforo entre os dois dedos da mão direita.

Dê sua opinião: