5000onon

Feminicídio: um crime cada vez mais frequente

São cada vez mais frequentes os assassinatos de mulheres por seus companheiros. É como se o mundo não tivesse evoluído. O pior é a motivação de tais crimes, o ciúme. O caso mais recente aponta o marido da vítima, Raimundo Neto Pereira, de 32 anos, na cidade de Luís Correia. Ela, Selene Veras Roque, foi morta com aproximadamente 20 vacadas, a mesma quantidade aplicada em outros dois homicídios da mesma natureza, em Teresina.

Segundo noticiou a mídia digital, o assassino de Selene passou na casa dos pais logo após o crime, para dizer que tinha acabado de cometer uma besteira. Na verdade, uma barbaridade. Em seguida fugiu. A fotografia do casal nas notícias mostra a jovialidade de ambos, com diferença mínima de idade. Ele, com apenas 32 anos, não era pra ter tanto ódio diante da possibilidade de estar sendo traído, pois tinha toda uma vida pela frente, com amplas possibilidades de um novo relacionamento.

O mundo oferece aos casais todas as chances para um relacionamento cada vez melhor. Não há mais como uma pessoa se tornar escrava de outra, diante dos meios de comunicação. A ideia da mulher “escrava do marido” é cada vez mais rejeitada. Homem nenhum pode impedir que sua esposa se comunique com amigas e amigos nas redes sociais, o mesmo ocorrendo com ele. O cônjuge que não se sente seguro no seu relacionamento íntimo é o culpado pelo mau relacionamento.

Informações de pessoas que conheciam Raimundo e Selene dão conta de que ela acabou com o relacionamento, mas ele não aceitava. A rigor, ele estaria querendo ser dono do que já não lhe pertencia. No mínimo deve ter pensado, no auge de sua fúria: “ela não é minha, mas também não será de ninguém”. Esse é o raciocínio mais estúpido que uma pessoa pode ter no relacionamento com seu cônjuge.

O novo trem

Está circulando um impresso com a fotografia do primeiro dos três VLTs adquiridos pelo Governo do Estado. O texto reproduz a notícia da chegada do novo trem, reafirmando que até o mês de agosto os outros dois VLTs estarão chegando à capital. A grande novidade na frente do novo trem é o número 13, que coincide com aquele que o eleitor aperta quando vai votar no Partido dos Trabalhadores. Em outra foto o mesmo ônibus tem o número 11. Resta saber qual foi escrito primeiro. Em ano eleitoral não poderia haver uma coincidência melhor para o governador Wellington Dias.

Sessão solene

Na próxima quinta-feira, dia 07, a Assembleia Legislativa realizará sessão solene para comemorar o Dia Estadual da Pessoa Com Deficiência no Estado do Piauí. A proposta é do deputado Dr. Hélio (PR) e foi aprovada no último dia 08 de maio deste ano. Foram convidados representantes da Associação de Amigos dos Autistas, Maria Rosália; Adaílton Almeida Pacheco, presidente da Associação dos Cegos do Piauí; Maria Lila Santos, representante do Centro de Apoio Pedagógico para Atendimento às pessoas portadoras de deficiência visual; Antonio Wilson Gomes de Oliveira Lima, da Associação dos Cadeirantes de Teresina.

Cobrança ao MDB

O deputado Robert Rios cobrou do MDB o mínimo de reconhecimento ao presidente Temer, pela liberação que ele tem feito de recursos para o Piauí, mais do que liberou a presidente Dilma, em seus dois mandatos. Ele disse que não é admirador de Temer, mas considera uma covardia que deputados e senadores do Piauí não reconheçam a atenção do presidente aos pleitos do Estado, só porque ele está agonizando em 4% de aceitação. A crítica valeu também para o próprio governo, que se serve dos recursos e retribuem com a pecha de que o presidente é golpista.

ICMS dos combustíveis

Será debatido hoje na Comissão de Constituição e Justiça da Assembleia o indicativo de projeto de lei do deputado Rubem Martins, para a redução do ICMS dos combustíveis, para 17%. Ele lembrou que estados mais sacrificados financeiramente que o Piauí estão baixando esse imposto para até 11%. O Piauí já vai para o primeiro lugar em imposto de combustíveis, com a entrada em vigor do mais novo reajuste, que eleva o valor para 31%. A bancada do governo está preparada para negar aprovação ao indicativo.

Equipamentos hospitalares

O deputado Francisco Lima Lula (PT) informou sobre o repasse de R$ 1 milhão de reais para o programa “Renova Saúde”, que consiste em colocar equipamentos nos hospitais do interior. Ele disse que o recurso foi conseguido através de emenda do deputado Assis Carvalho.

Francisco Limma informou também sobre a visita que fez à plataforma do novo trem (VLTs) na manhã desta segunda-feira (04), em companhia do governador Wellington Dias, do senador Ciro Nogueira, da senadora Regina Souza e auxiliares do governo.

Abastecimento

Citando matéria divulgada pelo jornal O DIA, o deputado Luciano Nunes (PSDB) considerou grave a crise no abastecimento da Nova Ceasa, causada pela greve dos caminhoneiros. Ele lamentou que o Piauí produza apenas 6% das frutas e verduras que consome, o que mostra a necessidade de uma política de incentivo à produção agrícola familiar, quando existe tanta gente sem oportunidade de trabalho. O deputado informou que a situação é igual em vários municípios do interior.

Gleisi no Tuytter

Publicou o portal brasil247: “A presidente nacional do PT, senadora Gleisi Hoffmann, negou nesta segunda-feira, 4, que haja articulação para que ela seja candidata a vice-presidente na chapa encabeçada pelo ex-presidente Lula; "A grande mídia insiste em querer definir candidaturas para o PT e semear intrigas. Vi hj meu nome nesse imbróglio. Aviso reto: não sou candidata à presidente, vice ou pretendente a ser. O PT tem candidato! É LULA!!! Aceitem, dói menos", disse Gleisi pelo Twitter; informação foi veiculada pelo jornal O Estado de S. Paulo

O humor de cada dia

Anão viajava em um ônibus, ao lado de um senhor que tinha o hábito de ficar “piscando” os olhos. Lá na frente os dois desceram com os demais passageiros em um ponto de lanches. No sanitário os homens faziam fila naquela “bica” onde todos fazem “xixi”, quando o companheiro do anão reclamou:

- Tu estás me arremedando, anão filho da …? Responde o anão:

- Estou não, moço. É o respingo do “xixi” de vocês que está batendo na minha cara.

Dê sua opinião: