5000onon

Esquerda esperava vitória da Paraíso do Tuiuti

Imagem relacionada 
 Foto: Reprodução

O carnaval de rua sempre foi usado para expressar o pensamento crítico dos foliões, mesmo quando havia censura no país. Em Teresina o corso
carnavalesco da década de 1960 trouxe para as ruas palavras e trajes picantes. Nos dias atuais isso não acontece. É como se os foliões de
hoje não tivessem criatividade ou se exercessem a autocensura.

Já o Rio de Janeiro deitou e rolou com as duas escolas classificadas explorando temas da atualidade, a corrupção e o combate feito pelo
Poder Judiciário. A vice-campeã, Paraíso do Tuiuti, atrás da Beija-Flor por apenas um décimo, ironizou a figura do presidente da
República, enquanto a vencedora se ocupou do combate à corrupção, exaltando a Lava Jato.

A mídia esquerdista, representada pelo portal brasil247 não se conformou com o resultado e critica a vencedora, com estas
palavras:”Vence no Carnaval do Rio o discurso de exaltação da Lava Jato, de destruição da Petrobras e da ênfase de que o principal
problema do Brasil é a corrupção e Beija-Flor leva seu 14º título; Paraíso do Tuiuti, que se destacou pela irreverência e pelo enredo de
protesto, ao denunciar o golpe ao mundo e mostrar Michel Temer como um vampirão neoliberalista, foi vice; ela já havia saído campeã ao se
tornar o assunto mais comentado na internet do carnaval e foi eleita
em vários prêmios de público”.

Escolas de samba não são institutos de pesquisa, mas elas antecipam as preferências populares por quem está no poder. No caso da Beija-flor
ela simplesmente escolheu um tema que está em discussão nas mais diferentes camadas sociais. É preciso considerar que ela não defendeu
o governo, que também é alvo de investigação pelo Judiciário.

Ônibus voltam ao normal

Os ônibus de Teresina voltaram a circular pelo antigo sistema. A
integração prevaleceu apenas nos feriados do carnaval. Foi um teste
que serviu para muita gente ir logo se preparando para o incômodo que
será pegar dois ônibus para um trajeto simples, como é o caso
Saci-Centro. A integração propriamente dita está prevista para março,
quando se espera estejam prontas as estações de passageiros.

Fuga abortada

Supondo que a polícia estivesse de ressaca do carnaval, detentos
cavaram túnel e serraram grades em Teresina e na cidade de Bom Jesus.
Na capital a tentativa de fuga foi na Casa de Custódia. A outra
tentativa foi na Penitenciária Regional de Bom Jesus. A polícia já
vinha fazendo vistorias nesses presídios. A estimativa da polícia é de
que pelo menos 30 presos poderiam ter fugido pelo túnel cavado na
noite do dia 13.

Investindo na base

Sabedor de que deputados e senadores dependem de suas bases no
interior, especialmente em ano eleitoral, o presidente Temer anunciou
na última terça-feira a liberação um “auxílio” de R$ 2 bilhões, ainda
este mês, para as prefeituras de todo o país. Em evento no Palácio do
Planalto, Temer pediu que prefeitos conversem com parlamentares e
expliquem a relevância da reforma da Previdência e os efeitos
positivos que ela terá na economia.

A foto do ano


A foto que mais chamou a atenção no carnaval deste ano no
Piauí não foi de mulher seminua. Isso aí já se vê em qualquer época do
ano. O destaque mesmo foi para o governador Wellington Dias e o
deputado Robert Rios, que se abraçaram no Litoral. Robert Rios tem sido
crítico ferrenho do governador, embora afirmando que pessoalmente não
tem nada contra ele. A primeira dama Rejane Dias aparece na foto.

Estudo sobre farmácias


Escreveu no facebook o engenheiro Augusto Basílio: “Fiz uma proposição a uma professora de arquitetura e urbanismo para fazermos um estudo de
distribuição espacial das farmácias em Teresina. Acredito que poderíamos identificar áreas que estejam descoberta e este estudo
poder identificar e melhorar a comercialização dos produtos farmacêuticos em nossa capital. Não notei interesse. Por esta e outras
é que afirmo o distanciamento das universidades para a realidade de nosso Estado”.

Greve contra reforma

Para o presidente da CUT, Vagner Freitas, os deputados estão com medo de aprovar a reforma da Previdência temendo não serem reeleitos.
Aumenta em todo o Brasil a adesão a paralisações contra o fim da aposentadoria orquestrado pelo governo Temer. Trabalhadores mobilizam
suas categorias para cruzar os braços na segunda-feira. Para Vagner Freitas,“Não votaram até agora porque não têm votos”. Os apelos do
presidente Temer indicam que ele não está seguro da votação, mas o que fala alto são os recursos anunciados para os municípios, onde estão as
bases dos parlamentares.

A máquina do Efrém


Escreveu o jornalista Efrém Ribeiro, no facebook: “Só descobri depois,
mas o policial da Força Tática, do 8º Batalhão da Polícia Militar
(BPM), que apreendeu a minha máquina, Canon Mark III, que comprei, há
pouco menos de um mês, terminou por danificar meu equipamento.Terminei
ficando sem a borracha do seletor e sem uma borracha de proteção dos
receptadores de microfone e outros acessórios de minha máquina
fotográfica. Isto é, em vez de proteger um trabalhador assalariado
como eu, o policial militar causou prejuízos a um repórter. Quem
adianta o policial se gabar de apreender uma máquina minha porque não
reajo, sou defensor da não violência e ser violento comigo é um ato de
coragem igual a tomar pirulito de criança”.

O humor de cada dia

Um senhor tinha uma grande cárie e, um dia, decidiu ir ao dentista.
Diz-lhe o dentista:
- Mas que grande buraco o senhor tem! Mas que grande buraco o senhor
tem! Mas que grande buraco o senhor tem!

- Está bem, doutor, mas não precisa repetir isso tantas vezes! – diz o homem.

E responde o dentista:
- Eu não repeti! O que você ouviu foi o eco…

Dê sua opinião: