5000onon

Diretor do HUT revela dados curiosos sobre acidentes de trânsito

Resultado de imagem para gilberto albuquerque   
 Gilberto Albuquerque (Foto: Reprodução)

O diretor do Hospital de Urgência de Teresina (HUT),Gilberto Albuquerque, revelou dados interessantes sobre os acidentes de trânsito da capital, ao falar num seminário realizado na Assembleia Legislativa, ao lado de outros convidados da área de Saúde, como o secretário Florentino Neto. O seminário foi requerido pelo deputado João de Deus (PT) e aconteceu na última quinta-feira, no horário da sessão ordinária.

Segundo o diretor do HUT, muitos acidentes com motociclistas poderiam ser evitados, se as regras do trânsito fossem obedecidas, como o uso do capacete e a velocidade regular. Ele disse que o excesso pessoas em uma mesma moto e até a condução por menores de nove anos de idade são causas de graves acidentes. “já foi registrado acidente de moto que rodava com sete pessoas em cima” – frisou.

Da mesma forma que não se admite uma criança de nove anos pilotar uma motocicleta, é inaceitável também que um idoso de 97 anos faça o mesmo, mas já houve acidente com gente dessa idade, para não falar nos casos de motociclistas e pedestres que se distraíram usando o celular, provocando graves acidentes –salientou. Sobre motocicleta, o dado mais curioso foi de um condutor que foi acidentado 17 vezes, tendo ele afirmado que estava sob efeito de bebida  em todas as vezes que caiu da moto.


Sobre os parentes das vítimas de acidentes, o diretor do HUT revelou um dado intrigante: muitos deles não comparecem ao hospital para retirar os corpos dos que morrem, tendo o HUT que bancar os cursos do sepultamento. Ele concluiu sua fala revelando que também é motociclista, mas que não anda em alta velocidade e nem sob efeito de bebida ou sem os equipamentos de proteção.

Protesto da oposição

Apenas quatro deputados, Dr. Pessoa, Francis Lopes,Henrique Rebelo e João de Deus compareceram ao plenário da Assembleia durante o seminário requerido por este último, na última quinta-feira (22). A ausência da bancada oposicionista já era prevista, pois ela não concordou que o evento fosse realizado no horário da sessão plenária. O deputado Rubem Martins (PSB) chegou a fazer um protesto na véspera.

Mudança de linhas

 As linhas Universidade/Circular I e II, que passavam pela Avenida Industrial Gil Martins, agora circulam pela Avenida Valter Alencar, entre o trecho das avenidas Barão de Gurgueia e Pedro Freitas. O
trecho entre as avenidas Joaquim Ribeiro e Miguel Rosa não faz mais parte das linhas Universidade Circular I e II.  Isso aí é só o começo.

A Strans faz tudo errado e depois fica mudando. O passageiro é quem paga, tendo que forçar a mente para acompanhar as orientações.

Previsão confirmada

 Escreveu Afonso Teles Coutinho, no facebook: “A prisão de Lula e o STF. Como disse antem, esse julgamento seria cartas marcadas, inclusive previ o placar que seria de 7x4 a favor de Lula. Apesar denão ter sido concluído o julgamento do mérito do habeas corpus preventivo, o STF atendendo a um requerimento oral feito da tribuna pelo advogado de defesa, concedeu uma liminar para que o Lula não seja preso até o julgamento do processo, que continuará no dia 04 de abril. Isso quer dizer, na prática o seguinte: mesmo que o TRF4 julgue procedentes os embargos contra Lula dia 26 ele não será preso, até que o STF conclua o julgamento que começou hoje. Infelizmente, minhas previsões sobre esse julgamento vêm se confirmando”.

Ensino superior

O superintendente de ensino superior da Secretaria Estadual de Educação, Ellen Gera, afirmou hoje (22) que 75% dos piauienses residentes nas cidades do interior já podem fazer vestibular, graças à implantação da Universidade Aberta do Piauí pelo governo estadual. Ele disse que atualmente a UAP atende 102 municípios, mais ainda este ano deverá ser implantada em todos os outros, transformando o Piauí no único Estado do Brasil onde existe a possibilidade das pessoas cursarem o ensino superior em qualquer uma das cidades.

Pensar sem agir ou agir sem pensar?

O seminário Pensar Piauí, realizado na Assembleia, no horário da sessão plenária da última quinta-feira, foi marcado por explanações longas e cansativas. O Superintendente de Ensino Superior da Secretaria Estadual de Educação, Ellem Gera, fez lembrar um carro sem freio rodando numa BR. Não conseguia parar. Ele foi tão longo em suas explanações que quando começou a responder as perguntas da platéia não havia mais ninguém para ouvir. Teria sido melhor que ele tivesse apenas “pensado”. Competente ele é. Só não tem poder de síntese.

Audiência adiada

O deputado Evaldo Gomes (PTC) presidente da Comissão de Segurança Pública da Assembleia Legislativa adiou a audiência pública solicitada pelo deputado Firmino Paulo (PSDB) com o objetivo de discutir o Plano Estadual de Segurança Pública e as estruturas básicas e remuneratórias da Polícia Militar, Corpo de Bombeiros, Polícia Civil e da categoria dos peritos. A razão do adiamento das discussões foi ausência de representantes dos órgãos do Governo que seriam questionados. Talvez não tivessem o que dizer.

A força da fé

Em meio a tanta descrença da população,  sobretudo nas autoridades, existem ainda aqueles que acreditam em Deus e se submetem a sacrifícios. Foi o que fez o  funcionário público Fabrício Luís deFrança, que viajou de Teresina a Oeiras, a pé, pagando uma promessa que fizera pela cura de sua mulher, que sofreu um aneurisma. Ele conta que a partir da cidade de Regeneração contou com a solidariedade de umhomem que  resolveu seguir com ele a longa caminhada. Foram 280 quilômetros bem percorridos. A notícia repercutiu no portal G1, da Globo.

O humor de cada dia

Idoso veio do interior para um tratamento de próstata. Após os exames teve que se submeter a uma cirurgia. Correu tudo bem, já que o caso não era maligno. Ao conceder alta, o médico recomendou ao paciente que voltasse ao seu gabinete antes de viajar para o interior, a fim de receber orientações sobre a dieta. Ao retornar ao consultório medido, o Idoso foi orientado a não andar a cavalo e nem de bicicleta, durante quatro meses, a não levantar pesos e nem usar alimentos gordurosos ou salgados. Foi aí que o idoso perguntou:

- E o sexo, doutor?

- Você não deve praticar durante o mesmo período.

- Pois o senhor pode assinar logo meu atestado de óbito.

- Mas por que, meu senhor?

- Porque eu não agüento passar duas noites sem ver quatro chinelos

debaixo de minha rede.

Dê sua opinião: