5000onon

Deputado denuncia descaso do governo com a Segurança

Resultado de imagem para Robert Rios 
 Deputado Robert Rios (Foto: Reprodução)


Com experiência de ex-secretário estadual de Segurança e de membro da Polícia Federal, o deputado Robert Rios (DEM) demonstrou ontem (18) sua preocupação com a segurança pública. Ele afirmou, usando o tempo de dois minutos no plenário, que a pessoa vai a um supermercado para fazer compras, e dentro do estacionamento é assaltada e depois não consegue registrar um boletim de ocorrência, porque os policiais estão em greve.

Robert Rios fez um apelo ao governador do Estado, no sentido de que resolva, o mais rápido possível, a situação da polícia, que segundo ele é crítica em todo o Estado. Ele encerrou sua fala de dois minutos pedindo ao governador Wellington Dias que deixe as viagens para visitar Lula na Prisão e se dedique mais ao trabalho de governar o Estado.


A fala de Robert Rios coincidiu com a divulgação de matérias pela mídia local, sobre um assalto à joalheria Rubi, no centro da cidade, com divulgação de filmagem de circuito interno mostrando o momento em que a quadrilha, composta de dez homens fortemente armados, assaltava a joalheria. Segundo apurou a polícia, os assaltantes levaram mais de R$ 40 mil em joias.

Delírio da mídia esquerdista

"A execução da sentença, que certamente será anulada quando chegar ao STF, é inviável. Não há onde mantê-lo preso com segurança e o estado é responsável pela integridade física de todos os cidadãos, sobretudo de um ex-presidente da República", avalia o colunista do 247 Alex Solnik, ao criticar a sentença de Sérgio Moro contra o ex-presidente Lula; "Em outras palavras, Moro será responsável por tudo o que vier a acontecer a Lula. Quanto mais cedo Lula recuperar a liberdade, melhor para Moro"

Missão espinhosa

O secretário estadual de Planejamento, Antônio Neto, admitiu em entrevista à TV Cidade Verde que a demora na liberação da segunda parcela de empréstimo junto à Caixa Econômica se deve, em boa parte, à campanha que vem sendo feita pela bancada da oposição na Assembleia. Ele explicou o lógico: a segunda parcela só será liberada após a aprovação da prestação de contas da primeira. É exatamente isso que a oposição quer e torce para que aconteça, principalmente depois que o Ministério Público Federal abriu inquérito para apurar suas denúncias de irregularidades na aplicação da primeira parcela.

Gleisi corre risco

Sobre entrevista da senadora Gleisi Hoffmann no Oriente Médio, escreveu o advogado Afonso Teles Coutinho, no facebook: “ Se a senadora Gleisi Hoffmann, presidente do PT, queria ganhar notoriedade com a prisão do chefe, ela conseguiu. Porque, segundo o noticiário e mídia nacionais de um modo geral, ela poderá ter cometido crimes capitulados na Lei 7.170 de 14 de dezembro de 1983, que define os crimes contra a segurança nacional e a ordem pública. Se houver veracidade nas notícias e vídeos veiculados, a segurança, a ordem pública e a soberania nacionais correm riscos. Daí por quê a procuradoria geral da república pode e dever adotar as medidas judiciais cabíveis, com urgência".

Mais uma burrice

O passageiro identifica o destino do seu ônibus lendo o que está escrito na frente. como o letreiro é pequeno e algumas pessoas têm problema de visão, alguém com inteligência sugeriu aos engenheiros de trânsito que colocassem uma faixa, com cores Os engenheiros fizeram prevalecer sua burrice e mandaram pintar as faixas na lateral do coletivo, ficando as mesmas sem utilidade. É por essa e muitas outras que um pai deve pensar duas vezes antes de custear os estudos de um filho para engenharia de trânsito.

Blitz das calçadas

A Superintendência de Desenvolvimento Centro/Norte, em ação integrada com outras secretarias do Município, realizará, nesta quinta-feira (19), a blitz das calçadas. A atividade, que será realizada nos moldes da intervenção a nível nacional do “Calçada Cilada”, é uma ação educativa para conscientização das pessoas que frequentam o Centro acerca do uso do espaço voltado para pedestres. Espera-se que desta vez seja proibido o estacionamento de carros sobre a calçada do Colégio das Irmãs, na Avenida Frei Serafim

Laranja contra gripe

Escreveu Glória Sandes Alpha, no facebook: "Eu ia de carro, e mal podia dirigir de tanta gripe, vindo de Limeira para São Paulo. Avistei um laranjal e parei o carro em frente de uma casinha. Perguntei ao morador: Quanto o senhor quer para me deixar entrar no seu laranjal e chupar quantas laranjas quiser? Ele respondeu: Nada! Elas estão se perdendo, caindo no chão de tão maduras. Emprestou-me uma faca. Fiquei arrotando laranja durante três dias e a gripe foi embora. Por isso, recomendo: Laranja, laranja, laranja."

D nobel para nobel

É já que a militância petista vai acusar a elite de não querer que o ex-presidente Lula seja Nobel da Paz. O portal brasil247 publicou na última terça-feira, o seguinte texto: “Adolfo Pérez Esquivel se apresentará nesta quinta-feira 19/04/18 na sede da Superintendência da Policia Federal em Curitiba, às 10 horas. Apesar da juíza da 12ª Vara Federal de Curitiba, Carolina Lebbos, responsável pela custódia do ex-presidente, ter comunicado nos autos que não permite a realização de inspeção, e, até o fechamento desta nota, nem ter despachado a autorização da visita pessoal do Nobel da Paz. As advogadas de

Esquivel encaminharam uma petição ao STF - Supremo Tribunal Federal e cópias do pedido de inspeção através de oficio para o Conselho Federal da OAB, a OAB- PR, a Presidenta do CNJ e do STF Ministra Carmem Lucia, e MPF dos Direitos do Cidadão

O humor de cada dia

Numa pequena cidade do interior, havia um padre muito querido. Certo dia, ele precisou ir embora e o povo da cidade resolveu fazer uma festa para ele. O prefeito iria fazer um discurso.

Quando deu o horário da festa, estavam todos lá, menos o prefeito. Passada meia hora, o povo estava impaciente e o prefeito não havia chegado. Então, o padre resolveu fazer o discurso.

— Quando cheguei a essa cidade, a primeira pessoa que se confessou comigo falou que havia roubado a herança da família, transado com a filha do patrão, bebido feito um condenado, fumado como um doido,

cheirado muita cocaína e visto milhões de filmes pornográficos.

- Logo pensei que aqui só havia homens como esse, mas, quando conheci o povo trabalhador e honesto, mudei minha opinião.

Quando o padre acabou de falar, o prefeito chegou, pediu perdão por ter se atrasado e disse:

— Quando esse padre chegou nesta cidade, tive a honra de ser o -primeiro a me confessar com ele!

Dê sua opinião: