5000onon

Brasil precisa de nova campanha do desarmamento

Notícia publicada pela Agência Brasil, em abril de 2016 dizia o seguinte sobre o Estatuto do Desarmamento: “O juiz do 3° Tribunal de Júri do Rio de Janeiro Alexandre Abrahão disse hoje (8) que o Estatuto
do Desarmamento (Lei 10.826/2003) se mostrou totalmente ineficaz, ao longo dos últimos 13 anos, para impedir mortes violentas no país. Segundo ele, as "pilhas de cadáveres" que se acumulam desde então comprovam o quanto a situação da violência não foi resolvida. A afirmação foi feita durante debate na Escola de Magistratura do Rio de Janeiro (Emerj)”.

A criação do Estatuto em si pode ter sido benéfica par o País, mas o que se fez com base nele, ou seja, a campanha do desarmamento, realizada no governo Lula, foi, indiretamente, um estímulo à
criminalidade, uma vez que se recolheram  armas entregues espontaneamente pelos cidadãos, após intensa campanha do governo em que não se disse nada sobre o contrabando de armas e drogas.

Não há registro de que pelo menos um bandido tivesse  entregue sua arma espontaneamente. É possível que cidadãos de bem que despertaram para a ineficácia da campanha também não tivessem se desfeito de sua arma. Afinal, nem todo mundo caiu no “canto da sereia” do governo petista. Mesmo não sendo tão grande o número de pessoas que entregaram suas armas ao governo, mesmo assim quando o bandido vai invadir uma residência é na expectativa de que dento dela haja uma arma de fogo.

Hoje, o que se observa é a revolta da população com tantos homicídios e latrocínios, sem que o atual governo demonstre qualquer preocupação. O que se passa no Rio de Janeiro é mais que o suficiente para que o governo faça nova campanha do desarmamento, dessa vez incluindo o combate ao contrabando de armas e drogas.

Governo e oposição não se entendem


Governo e oposição na Assembleia estão bem distantes um do outro.  A oposição diz que o Estado não consegue mais empréstimos junto às instituições oficiais e por isso mesmo está querendo recorrer  a
agiotas. A base do governo afirma que o Estado ainda tem capacidade de endividamento para R$ 11bilhões. A oposição diz que o governo quer empréstimos para pagar a folha de pessoal. A bancada do governo
desmente.

Patrimônio de Lula

A Procuradoria da República em Brasília requereu à Justiça Federal o bloqueio de R$ 23,9 milhões do ex-presidente Lula e de um de seus filhos, Luiz Cláudio Lula, na Operação Zelotes. Os procuradores querem confiscar R$ 21,4 milhões do petista e mais R$ 2,5 milhões de Luiz Cláudio. A defesa do ex-presidente esclarece que não não há base jurídica e materialidade no pedido de bloqueio de bens formulado pelo Ministério Público Federal. Será que dessa vez o ex-presidente voltará a ser pobre?

 Atraso em Corrente


O deputado Gustavo Neiva (PSB) leu na tribuna um ofício da Câmara de Vereadores da cidade de Corrente, que foi entregue ao Governador Wellington Dias no último dia 10 de novembro, durante visita ao
município. O documento relada a precária situação do Hospital Regional de Corrente e o atraso de três meses no pagamento dos servidores da saúde.O deputado disse que o problema vem preocupando toda a sociedade do município.

Salão do Livro

O deputado João de Deus (PT) destacou a realização do II Salão do Livro, que acontece no município de José de Freitas, lembrando que o Salão do Livro foi idealizado em âmbito estadual por vários
professores, entre eles Cinéas Santos, Wellington Soares e Luís Romero. “O Salão do Livro tem se descentralizado por várias cidades do Estado do Piauí, como Parnaíba, Pedro II, Campo Maior, Valença, Picos
e José de Freitas – disse o deputado, informando que o humorista João Cláudio se apresentaria em José de Freitas.

Colegas de Cabral

O ex-governador do Rio, Sérgio Cabral, deve estar satisfeito com as companhias que ganhou na prisão, Jorge Picciani, Paulo Melo e Edosn Albertassi, que  foram transferidos para a Cadeia Pública de Benfica na noite da última quinta-feira (16). Por unanimidade, desembargadores federais do Tribunal Regional Federal da 2ª Região (TRF-2) decidiram que os deputados estaduais devem ser presos preventivamente. Os três integram a cúpula do PMDB no estado e são investigados pela Operação Cadeia Velha.

Custo oposição

O deputado Robert Rios pretende contratar, com recursos próprios, uma equipe técnica para avaliar os documentos que ele conseguiu junto ao Tribunal de Contas do Estado e que tratam do endividamento do Estado e desvios de empréstimos de suas finalidades. Ele fez o anúncio na tribuna, quando enfrentava a bancada do governo.

É sempre a Globo

O ex-presidente Lula não se cansa de culpar a TV Globo diante de tudo o que a Justiça faz com ele.Em entrevista ao jornalista Fernando Morais, o ex-presidente criticou o Ministério Público Federal por não se manifestar sobre as denúncias de corrupção e pagamento de propina envolvendo a Globo. "Alguém tem que investigar.
O que eu acho estranho é que o Ministério Público até agora, o mesmo MP que invadiu o Instituto Lula, que invadiu a minha vida, até agora não falou nem fez nada. Espero que faça para a gente descobrir se é
verdade que teve influência de um canal de televisão que deteve o monopólio seja na Copa das Confederações, seja na Copa do Mundo, seja no Sul-Americano, seja na Copa Brasil", disse Lula

O humor de cada dia

Certo dia, Joãozinho foi pedir emprego em uma loja de imagens de santo. A dona da loja perguntou durante a entrevista:
- Você conhece cada uma destas imagens?
Com medo de ser rejeitado, ele mentiu:
- Sim, conheço todas! Foi logo contratado. Mais tarde, veio uma
velhinha e lhe pediu:
- Meu filho, eu queria uma imagem de São Jorge.
Ele foi buscar no estoque e quando voltou, vinha trazendo a imagem de
São Pedro com a chave na mão. A velhinha então perguntou:
- Ei, São Jorge não tinha um cavalo?
Joãozinho pensou rápido e disse:
- Tinha, mas vendeu. Agora, ele tem um carro. Olha só a chave na mão
dele! 

Dê sua opinião: