5000onon

Bandido sofre acidente ao tentar invadir residência pelo telhado

Um acidente não poderia ser mais justo. O bandido subiu na casa para furtar objetos, certo de que os donos não se encontravam, mas não imaginou que pudesse ficar pendurado, até a polícia chegar. O fato
aconteceu na cidade de Luis Correia e o personagem foi um jovem identificado como Bartolomeu, que não teve como mentir para a polícia. Se fosse criativo poderia ter dito que estava retelhando a casa, para
ganhar um dinheirinho.

Foram os gritos por socorro que fizeram uma vizinha ligar para a polícia, que logo efetuou a prisão em flagrante. Uma polícia vingativa teria deixado o bandido pendurado até mais tarde, já que o acidente
aconteceu às quatro horas da manhã. Mas, já que a ligação foi para a polícia, e não para o SAMU, tudo correu sem maca, mas tão somente com algemas.

Os proprietários da residência estavam na cidade vizinha, Parnaíba, e foram acionados para abrir a porta. A equipe de serviço encontrou Bartolomeu preso no telhado e ele relatou que ao retirar as telhas
para entrar, escorregou, ficando preso nas ripas do telhado. A polícia usou a expressão “suspeita de furto” para justificar a prisão, graças à confissão.


Bartolomeu não teve ferimentos graves e vai poder contemplar sua própria foto quando sair da prisão. O portal G1 deu destaque ao fato, para que todo o país visse um jovem de boa estatura física agindo de
forma criminosa. Se um dia o Bartolomeu tentar invadir outra residência pelo telhado, certamente levará um comparsa, para não ser socorrido pela polícia.

Segurança tem morte cerebral

Pouco ou quase nada se sabe sobre os assaltantes de um carro forte na BR-343, entre Teresina e Altos, mas um dos vigilantes, ferido na cabeça, Carlos Henrique, acaba de ter morte cerebral. A informação foi confirmada pelo Sindicato das Empresas de Transportes de Valores e Similares (Sindvalores). O seguro pode até pagar os valores levados pelos bandidos, ao que se sabe mais de R$ 1 milhão, mas a vida do
segurança não tem a devida reparação.

Coordenação de campanha

Que o ex-ministro João Henrique Souza seria coordenador de campanha do presidente Temer, caso ele resolvesse disputar a reeleição, disso ninguém tem dúvidas. Resta saber quem seria o coordenador da quase certa candidatura de Jair Bolsonaro. Um coordenador de campanha que dispute também um cargo eletivo corre seus riscos, pois não se sabe a posição do eleitor. Tudo pode correr muito bem no início da campanha e no frigir dos ovos tudo sair errado.

Mônica e Maluf

Lendo a matéria que a jornalista Mônica Bergamo publicou no site da Folha sobre o ex-prefeito Paulo Maluf, fiquei mais convencido de que ele deveria estar cumprindo sua pena em domicílio. Além de ser o mais
velho entre os colegas de cela (86 anos), ele tem sérios problemas de saúde. Maluf não permite que sua família o visite, para poupar a esposa de 83 anos de passar por revista. Sem condições de fugir do
país, o ex-prefeito poderia perfeitamente cumprir sua pena em casa, aos cuidados dos familiares. Tem gente pior que ele gozando desse benefício.

Eleição força reforma

Forçado pelas regras eleitorais, o governador Wellington Dias fará uma reforma administrativa a partir do dia 7 de abril. Ao mesmo tempo em que ficará sem titulares de órgãos importantes, como a própria esposa Rejane, da Educação, que pretende disputar a reeleição, ele ficará também sem Fábio Abreu, da Segurança, que igualmente pretende renovar o mandato, e Franzé Silva, da Administração, que quer entrar para a política elegendo-se deputado estadual. Se de um lado o governador perde auxiliares de confiança, ele ganha também a chance de nomear pessoas
importantes para sua campanha pela reeleição.

Lula e o nobel

Tinha que ser um esquerdista. O ganhador do prêmio Nobel da Paz em 1980, o ativista argentino Adolfo Pérez Esquivel, afirmou na última sexta-feira (2) que quer indicar o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) para o prêmio. Os dois se encontraram na sede do Instituto Lula, em São Paulo. A justificativa do ativista é de que Lula tirou milhões de pessoas da pobreza extrema. Faltou o ativista dizer que Lula trocou a palavra “miséria” por “pobreza extrema”. Se for aprovado para o nobel, o passo seguinte de Lula será substituir Jesus Cristo.

Desafio dos bandidos


Uma prova de que bandido não respeita autoridade foi os bandidos do Rio de Janeiro terem recolocado as barricadas que as forçar armadas tinham retirado das vias de acesso à Vila Kennedy. Os obstáculos colocados pelos bandidos dificultam o acesso à comunidade de veículos blindados das polícias e das tropas federais. Além de ser uma provocação à intervenção, a atitude dos bandidos se fere o direito de ir e vir, assegurado pela Constituição.

Documentário sobre Torquato

Eis uma chance para quem não conhece bem a vida do poeta e compositor piauiense Torquato Neto. Estreia nesta semana, dia 8 de março, em todo Brasil, o documentário "Torquato Neto - Todas as Horas do Fim", que conta a história do poeta, compositor, cineasta e jornalista piauiense. Famoso por composições como Geléia Geral, com Gilberto Gil, Mamãe, Coragem, com Caetano Veloso, e Let’s Play That, com Jards Macalé, Torquato morreu aos 28 anos de idade, quando cometeu suicídio. Conheci de perto a vida de Torquato em Teresina, nas muitas vezes em que ele visitava os pais. Na rádio Clube de Teresina ele fez um programa chamado “Roda de Samba”.

O humor de cada dia

Vendedor ambulante, para a Dona Marocas:

- Interessa-lhe uma apólice de seguros?

- Não. Já tenho uma.

- E a enciclopédia Barsa, em nova encadernação?

- Não, senhor. Muito obrigada.

- E uma bateria eletrônica, com 837 ritmos diferentes?

- Claro que não! Não quero nada!

- Para se ver livre de mim, a senhora compraria um sabonete?

- Compro até dois!

- Obrigado, madame. É isso mesmo que eu vendo. São cinco reais.

Dê sua opinião: