5000onon

Bancada do governo vê politização no discurso da oposição

A bancada do governo na Assembleia acusa a oposição de estar  politizando o discurso contra o governo Wellington Dias e de ser contra à entrada de recursos de empréstimos. Em discurso na sessão da
última terça-feira (20), o deputado João de Deus afirmou que a oposição está desesperada e inventando fatos para denegrir a imagem do governador Wellington Dias. Sobre a cobrança da oposição, de prestação de contas de um empréstimo junto à Caixa Econômica, João de Deus explicou que o governo está dentro dos prazos.

Mas não é só a oposição que está sendo acusada de politização do discurso. Há duas semanas, o deputado Robert Rios acusou o governador Wellington Dias e o senador Ciro Nogueira de terem feito uma reunião com o presidente da Caixa Econômica Federal com prefeitos municipais, na sede da APPM, politizando o debate sobre um empréstimo junto à Caixa Econômica, cuja prestação de contas da primeira etapa é hoje objeto de ação na Justiça.

O deputado João de Deus colocou como desespero da oposição uma foto que fizeram de seu celular quando conversava com o governador. “Isso é baixaria, é crime, é quebra de sigilo telefônico. Quem duvida que outros deputados não estejam grampeados? Já pedi à minha assessoria jurídica para tomar as devidas providências”, assegurou.

Quando fala sobre o passado limpo do governador Wellington Dias, o deputado João de Deus lembra que ele nunca agrediu ninguém e tem paciência com os contrários. Curiosamente, o deputado Robert Rios
disse a mesma coisa durante um discurso em que fazia um paralelo entre o governador de ontem e o do presente. O deputado quis mostrar que o governador mudou depois que se aliou a políticos que tanto combateu quando era oposição.

Vereadores vão aos terminais

Os vereadores de Teresina resolveram acompanhar a movimentação dos transportes coletivos nos terminais de integração. A mídia informou que uma comissão faria visitas na manhã desta quarta-feira (21),
começando pelo terminal do Parque Piauí. A iniciativa foi do vereador Deolindo Moura (PT), que pretende fiscalizar o sistema Inthegra e conversar com a população. Ninguém tem mais legitimidade para
acompanhar essas mudanças no sistema de transporte público do que os vereadores.

Ônibus a biodíesel

Escreveu Luis Alberto Falcão, no facebook: “Brasília testa ônibus movido a biodiesel (20%) e eletricidade. Como só trafegam na Esplanada, mais parece propaganda enganosa. O governo federal tem
demonstrado indiferença a esses combustíveis alternativos. E a Petrobras até apoiou cultivo de mamona, mas não prosperou, destruindo economias emergentes do nordeste, com desemprego no campo, como
ocorreu em Floriano (Pi)”.

Convocação abortada

A Assembleia Legislativa rejeitou, por maioria de votos, requerimento apresentado pelos deputados Robert Rios (PDT), Gustavo Neiva (PSB) e Rubem Martins (PSB) que convocava o servidor Mauro Gomes, da
Secretaria Estadual de Fazenda, para prestar esclarecimentos sobre como foram utilizados os R$ 300 milhões obtidos pelo Governo através de empréstimo junto à Caixa Econômica Federal (CEF). O deputado João Madison (MDB) ocupou a tribuna para dizer que a bancada da situação votaria contra o requerimento por entender que a convocação só serviria para expor o funcionário da Sefaz.

Segurança para Lula

A presidente nacional do PT, senadora Gleisi Hoffmann (PR), afirmou em coletiva de imprensa em Santa Maria, durante viagem de Lula ao Rio Grande do Sul, que a caravana "está sendo ameaçada" depois que "bombas e fogos de artifício" foram encontrados em uma caminhonete que seguia o ônibus do ex-presidente. Gleisi ressaltou que a segurança de dois ex-presidentes da República, incluindo Dilma Rousseff, é
responsabilidade do Estado. "Esta situação é gravíssima. Queremos providências", afirmou.

Estações sem luz

Nas residências é comum as pessoas terem maços de vela para uma eventual falta de energia. Nas estações de passageiros do novo sistema de transportes coletivos não se pensou nisso. Na primeira falta de luz desde a inauguração do novo sistema, os passageiros ficaram quetinhos, já que as portas são automáticas. Mas a Strans já deu sua orientação: “Quem identificar semáforo apagado, pode entrar em contato com a Central de Agentes de Trânsito da Strans através do telefone 3122-7617ou com a Ouvidoria da superintendência no número 0800-086-3122.

Cultura sem Fábio

O deputado Fábio Novo (PT) exerceu com equilíbrio e dedicação o cargo de secretário de Cultura. Contudo, as regras eleitorais fazem com que ele deixe o cargo para poder concorrer à reeleição. Durante sua
gestão, Fábio Novo não foi alvo de nenhuma denúncia, nem mesmo de críticas. Os artistas sentirão sua falta e o governador Wellington Dias precisa acertar na escolha do substituto. O êxito de Fábio Novo
deve-se à sua vocação para cultura, a julgar pelo festival da Rabeca em sua cidade, Bom Jesus.

Eventos em local errado


O deputado Rubem Martins pediu para que constasse em ata sua discordância sobre a realização de eventos no plenário da Assembleia, em horários regimentalmente destinados às sessões plenárias. Ele citou o exemplo de eventos marcados para a manhã desta quinta-feira (22). Antes de fazer essa observação, Rubem Martins comentava entre os colegas que o deputado Dr. Hélio não respondeu sua pergunta sobre obras de asfalto com recursos de empréstimo da Caixa Econômica na sua cidade, Parnaíba.

O humor de cada dia

O cara compareceu a uma delegacia para denunciar uma cafetina, por ela ter lhe arranjado uma companhia feminina que acabou lhe dando prejuízo, pois não lhe acordou na hora de pegar um avião, conforme
fora combinado. Intimada a dar explicações, a cafetina foi objetiva: disse que o cliente pediu uma mulher boa de cama, e nesse caso era natural que ela dormisse até tarde.


Dê sua opinião: