5000onon

Audiência poderá trazer desgaste para o governo

Resultado de imagem para Gustavo Neiva 
 Deputado Gustavo Neiva (Foto: Reprodução)

Curiosamente, a bancada do governo votou pela aprovação de requerimento do deputado Gustavo Neiva (PSB) pedindo audiência pública para debater atraso pelo Governo do Estado no repasse de parcelas de
empréstimos consignados contraídos por servidores junto a instituições bancárias. De acordo com o parlamentar, esse atraso chegaria a R$ 150 milhões.

Não se sabe exatamente qual será a argumentação do governo nessa audiência, mas é certo que a bancada da oposição está “afinada” na discussão do problema, conforme se pode perceber no discurso do autor da proposta de audiência. Ele disse que tomou conhecimento da questão quando esteve na semana passada no Tribunal de Contas do Estado (TCE), e assinalou que o atraso está prejudicando os servidores que tiveram seus nomes negativados junto a entidades de proteção ao crédito.

O líder do governo, deputado João de Deus(PT), ao discutir a matéria disse que antes de fazer os repasses aos bancos o Governo do Estado decidiu priorizar o pagamento do funcionalismo de acordo com a tabela divulgada  anualmente. Ele concordou com a aprovação da proposição do oposicionista Gustavo Neiva.

A bancada oposicionista não aceita o argumento da prioridade pelo pagamento dos vencimentos do funcionalismo. A audiência publica, que ainda não tem data marcada, deverá mobilizar grande número de
servidores que certamente não aceitarão também o argumento dos salários em dia, podendo trazer desgaste político para o governador, já que o ano é eleitoral.

Dia da mulher

A Assembleia realizará sessão solene, em data a ser marcada, pelo Dia Internacional da Mulher, que transcorrerá no próximo dia oito. Requerimento da deputada Flora Izabel (PT) nesse sentido foi aprovado
na sessão da última segunda-feira. Também foi aprovado voto de louvor às mulheres, ao conselheiro tutelar Djan Moreira e ao 4º Conselho Tutelar de Teresina, apresentado pelo deputado Rubem Martins (PSB).

Petistas estão vibrando

Os críticos do presidente Temer e admiradores de Lula estão vibrando com a decisão do ministro do Supremo Tribunal Federal, Luís Roberto Barroso, que determinou a quebra do sigilo bancário do presidente, no âmbito do inquérito que investiga irregularidades na elaboração da Medida Provisória 595, conhecida como a MP dos Portos, e que mais tarde deu origem ao Decreto 9.o48. A quebra abrange o período de
primeiro de janeiro de 2013 a 30 de junho de 2017.

Lula na mídia

Já que o ex-presidente Lula gosta de aparecer na mídia, o julgamento pelo STJ, do habeas corpus preventivo contra a prisão do petista, nesta terça-feira, será transmitido ao vivo, no canal do STJ no You
Tube. É a primeira vez que uma sessão do STJ será exibida pela internet — até hoje, a iniciativa havia sido utilizada em eventos como audiências públicas, por exemplo. O número de acessos deverá ser
altíssimo.

Desassossego

Tudo indica que o senador Ciro Nogueira não terá sossego neste ano de 2018. O deputado Robert Rios intensifica, a cada dia, as críticas ao representante piauiense. Na sessão da última segunda-feira ele afirmou que Ciro indicou nomes de outros estados para os ministérios da Agricultura e da Saúde e também para a Caixa Econômica Federal, por não reconhecer capacidade nos piauienses. O deputado ainda levantou dúvidas sobre o elevado número de prefeitos (200) que estariam com o senador.

MDB livre para a sucessão

O MDB está livre para continuar pleiteando o cargo de vice na chapa do governador Wellington Dias. O ex-ministro dos Transportes e atual presidente do Conselho Nacional do Serviço Social da Indústria (SESI), João Henrique de Almeida Sousa, já comunicou aos seus aliados que deixará o projeto de candidatura própria ao governo do Estado e o movimento que levaria o MDB à oposição no Piauí. Tudo indica que o ex-deputado será o coordenador de campanha do presidente Temer, que disse não ser candidato, mas que ninguém acredita.

Cidade verde

A denominação cidade verde faz de Teresina uma cidade atraente para turistas, mas trás hoje uma preocupação para os seus habitantes. As árvores envelheceram e estão desabando com as chuvas, derrubando muros e amassando carros. O Corpo de Bombeiros já chegou a ser chamado seis vezes em um só dia, para resolver problema de quadas de árvores. Antes, a média era de uma chamada por dia. Um inconveniente das árvores é o risco que elas oferecem à rede elétrica.

O passado aos domingos

O programa O Passado em Evidência, que eu apresentava às sextas-feiras, na rádio FM Assembleia, mudou para domingo, às seis horas da manhã. O conteúdo a duração (uma hora) são os mesmos: música, humor, curiosidades e poesias. A direção da emissora entendeu que aos domingos a audiência poderá ser maior, pois as pessoas estarão mais em casa. Antes, o programa era levado ao ar às 17 horas, quando muita gente está em trânsito, voltando do trabalho.

O humor de cada dia

Em Teresina havia um apresentador de TV que encerrava o noticiário dizendo assim: estaremos de volta amanhã, com “mas notícias”. Ele queria dizer mais notícias, mas engolia o i, como se fosse um charme
de linguagem. Aí teve uma velhinha que chegou do interior para fazern tratamento médico, e quando os parentes com quem ela se hospedara pensavam que ele não sabia de nada, eis que um dia ela se posicionou sobre a despedida do repórter: “esse repórter só divulga notícias ruins e ainda se despede anunciando más notícias para o dia seguinte”?

Dê sua opinião: