5000onon

As conquistas e derrotas de Lula como detento em Curitiba

O que mais impressiona no Partido dos Trabalhadores é o otimismo. Em nenhum momento, desde que o ex-presidente Lula foi preso, o partido deixou de acreditar que ele será absolvido a qualquer momento. Por conta disso, até a candidatura dele para a eleição presidencial era tida como certa. Não deu certo, mas o substituto, Fernando Haddad, faz sua campanha como se fosse o colega preso.

Entre tantas notícias desfavoráveis ao PT, esta foi recebida com festa: “O ministro do STF Ricardo Lewandowski autorizou o ex-presidente Lula a conceder entrevista para a Folha de S.Paulo. Ora, se apenas com sua imagem em vídeos na TV e nas redes sociais Lula vem influenciando na campanha, imaginem concedendo entrevista a um veículo de grande penetração nacional.

Da mesma forma que se mostra otimista em relação aos pleitos que faz à Justiça, o PT silencia antes as derrotas que sofre, como as relacionadas à propaganda eleitoral, como esta: “O TSE negou um recurso impetrado pela Coligação "O Povo Feliz de Novo (PT/PCdoB/PROS)" e manteve o ex-presidente proibido de gravar áudios e vídeos, para a propaganda eleitoral gratuita no rádio e na televisão da campanha de Fernando Haddad”.

Mas o petista condenado pela Justiça prossegue otimista. No caso das entrevistas, o ministro Lewandowski também autorizou que Lula conceda entrevista ao jornalista Florestan Fernandes Júnior, apresentador do programa Voz Ativa, da Rede Minas.

Ladrão furta na delegacia

A “tara” de um ladrão por um celular não tem limites. Na quinta-feira (27), o repórter Lucas Rangel teve seu celular levado de dentro de uma delegacia. Ele esqueceu o aparelho após reportagem e o ladrão se aproveitou. O “descuidista” já possui duas condenações pendentes de recursos. Nessa ação de esperteza ele foi preso e encaminhado para a Central de Flagrantes. Não obtive informações sobre o que o ladrão fazia na delegacia.

Assis Carvalho e João de Deus

Ao contrário do que fez em propaganda em “santinhos” com uma colega que disputa uma vaga na Assembleia e também em impresso sozinho, sem colocar os nomes dos candidatos ao Senado da coligação governista, o deputado federal Assis Carvalho apare ao lado do ex-deputado estadual João de Deus indicando os números de Ciro Nogueira e Marcelo Castro.
Isso pode ter sido uma exigência do João para aceitar o Assis no impresso.

Títulos cancelados

Pergunta que só os especialistas podem responder: Que partido ou candidato pode ser mais prejudicado com o cancelamento de títulos eleitorais no Piauí?: Como já foi noticiado, somos o décimo terceiro estado do Brasil em número de eleitores que tiveram o título cancelado. De acordo com dados doTribunal Superior Eleitoral (TSE), entre 2016 e 2018, 100.260 votantes tiveram o documento suspenso por não comparecer à revisão biométrica. Entre os estados do Nordeste tivemos a sexta colocação.

Alimentos sem agrotóxico

Ficou provado, mais uma vez, que o teresinense corre atrás de produtos livres de agrotóxicos. A feira da agricultura familiar que se realiza quinzenalmente na Praça Rio Branco, na manhã de sexta-feira (28) teve uma movimentação maior que as anteriores. Os produtores que levam seus produtos para a feira fazem parte do Grupo de Produção Orgânica de Teresina (GPOT). A Prefeitura de Teresina, por meio da Superintendência de Desenvolvimento Rural, mantém assistência técnica aos produtores de 43 hortas comunitárias. A produtora Maria do Livramento Silva, 62 anos, do assentamento Vale da Esperança, disse estar satisfeita com a produção e venda.

Campanha morna

Chega a ser impressionante o desinteresse do eleitor pela campanha estadual nas redes sociais. Enquanto isso as discussões sobre os candidatos a presidente se multiplicam a cada dia. E não são as propostas dos candidatos que geram polêmica, mas tão somente a ideologia de cada um. Eleitores de Bolsonaro sentem prazer ao chamarem o PT de comunista. Enquanto isso, os petistas deliram quando chamam bolsonaro de Fascista. No Piauí nenhum candidato dá importância a ideologias, Daí o desinteresse do eleitor.

Orelhões

Publicou o portal 180graus: “As ligações locais e de longa distância nacional feitas a partir de orelhões da Oi permanecerão gratuitas até 31 de março de 2019 em 11 estados do país. A determinação é da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) em razão do não cumprimento de obrigações por parte da concessionária. A medida vale para nove estados da Região Nordeste (Alagoas, Bahia, Ceará, Maranhão, Pará, Paraíba, Pernambuco, Piauí e Rio Grande do Norte) e dois da Região Norte (Amazonas e Amapá). A punição é uma extensão de pena aplicada a Oi pela Anatel em outubro do ano passado”.

O humor de cada dia

O humor político está presente nas redes sociais. Esta semana alguém contou uma lorota maldosa e inteligente: um carroceiro estaria andando com duas bandeiras hasteadas na carroça, uma com propaganda do Bolsonaro e outra estampando o Fernando Haddad. Um popular quis saber a razão do contraste e o carroceiro respondeu: “a bandeira do Bolsonaro é porque eu voto nele. A outra é por causa do jumento, petista de longas datas”..

Dê sua opinião: